Tulum must-see!

Following the our Mexican adventure, we jumped to Tulum – a little gem!
On our first day in Tulum, straight outta Playa del Carmen we were a bit shocked. This was due to the lack of people, cars, everything was next level chilled. Took us a while to find out that this was one of the most relaxing places we’ve been in our life.
No seguimento do post anterior, vamos dar continuidade à nossa aventura mexicana e trago-vos aqui: TULUM, o paraíso.
Não vou negar que no nosso primeiro dia em Tulum, acabadinhos de vir de Playa del Carmen, sentimos algum desconforto e choque. Esta cidade é completamente diferente da anterior, com muito menos pessoas nas ruas, carros, tudo é um relaxamento elevado ao máximo. Custou um bocadinho a habituar-nos à realidade de que este seria o sítio mais relaxado que alguma vez visitámos.

Where to go:
You NEED to visit the Cenotes. Definition by Google: a natural underground reservoir of water. There are some secret Cenotes that you’ll need to ask the locals to help and guide your way. They’re beautiful underground pools, where you can dive for 3 metres – if you’re brave (as in not me). And they’re full of little friends called bats. Yep.

When in Mexico, if you miss checking Chichén-Itzá out it equals to going to London and not seeing Big Ben (or going to Rome and not seeing the Pope). It’s so beautiful, we took a day trip there to explore all the Mayan Ruins in there.

Adding to these two highlights, Tulum is freaking beautiful.

16300120_1918620391694994_6103004552622285615_o16143381_1918620775028289_3835172694821500674_o16252069_1918616108362089_6414221538287016779_o16177503_1918617555028611_33836896808995208_o

Onde ir:
Têm mesmo que visitar os Cenotes. O Google diz que é uma cavidade natural com águas subterrâneas. Alguns dos Cenotes são secretos, e vão ter que pedir ajuda aos locais para vos ajudar a lá chegar. São piscinas interiores, em que se pode fazer mergulho até 3 metros, se forem corajosos (não como eu). E estão rasos de pequenos amiguinhos chamados morcegos. Yep.

Quando no México, se não forem ao Chichén-Itzá é como ir a Londres e não verem o Big Ben (ou ir a Roma e não ver o Papa). É tão bonito, nós tirámos um dia para lá ir e explorar as ruínas maias.

Para juntar a estes dois pontos altos, Tulum é verdadeiramente bonito.

 

Where to eat:
You reaaaaaally have to go to Parrillada Tulum (I suggest all vegans to close this blog post in 3…2…1…) I swear on my life that you can’t imagine the smoothness of these meats! Simply divine.

In regards food, it’s all around the same, spicy sauces, nachos, guacamole….

16252369_1918618038361896_5685843313149099223_o

Onde comer:
Pelo amor da Santa, vão à Parrillada Tulum (aconselho todos os vegans a fechar este blog post dentro de 3…2…1…) juro, não estão a perceber a dimensão destas carnes! Divinal. (foto acima)

Tirando isto, quanto a comida, anda tudo à volta do mesmo… dos molhos picantes, aos nachos, aos guacamoles…

Where to sleep:
We decided to stay in Casa Santiago, a little residence, with just a few rooms in a very quiet area of Tulum. The silence there was magical ❤
The swimming pool is medium, but enough for the amount of rooms.
The highlight of this place for me was the breakfast with homemade cakes, baked by the owner of the hotel! Yum!
16300294_1918619278361772_3054609150218172728_o

Onde ficar:
Em Tulum, escolhemos ficar na Casa Santiago. É uma pequena residência, com poucos quartos, com o maior silêncio de sempre. Super sossegada! ❤

A piscina é média, suficiente para a quantidade de quartos que tem.
A minha parte preferida foi sem dúvida o pequeno almoço com bolos caseiros, feitos pelo dono do hotel! Yum!

Flight back home:
Despite of being Air France staff at the time, I’ve never been particularly treated in this airline, with the exception when I was on duty.
The service is average, the food…meh, it wasn’t cool. – I bet that this being our return journey from such a wonderful place could have played its part, but we were not treated with the same care and attention as we got from Virgin Atlantic.

Voo de regresso:
Apesar de na altura eu ser staff da Air France, nunca fui extremamente bem tratada nesta companhia aérea, a não ser quando viajei em trabalho.
O serviço é razoável, a comida… meh, não foi fixe. – Acredito que o facto de ser o regresso a casa depois duns dias tão bons poderá ter influenciado, mas não fomos tratados com o mesmo carinho que na Virgin Atlantic.

Top tips:
– Make sure you have your valid Driving License to hand or they’ll refuse to rent you a motorcycle. We’ve rented a car and it was just fine to check out the coolest Cenotes (as I bet you can tell);
– I’ve said before but I will say a thousand times more if that’s what it will get you to see all the Cenotes you can! You can’t miss them!

Dicas:
– Têm mesmo que ter uma carta de condução válida à mão ou eles vão recusar-se a alugar-vos uma moto. Nós alugámos um carro que foi perfeito para visitar os Cenotes mais catitas (nota-se?);
– Como disse antes, e volto a repetir as vezes que forem necessárias, têm que visitar os Cenotes! A sério, não podem perdê-los.

16143536_1918617008361999_6428898742203312686_o

My mind is telling me yes

but my body, my body is telling me NOOOOOOO-oooooh!

So one comes back from holidays, after 1 (short) week, 2 massages, a birthday, a vulcano trekking and swimming in the ocean… to be bloody slapped by this great deal of jet lag.
I swear on my life that I’ve never ever been through something like this! And I thought so, when I went to Miami or Delhi. But nope. On Monday I woke up at 3:30AM – 10:30AM in Bali (normally we would wake up around that time). How do you fall asleep after that? When your brain is super awake but your body is dead. How do you get any work done with blurry vision and feeling nauseous?
As if the holiday blues are not enough, I have to deal with this.
Yesterday I’ve started to handle it slightly better (woke up at 5AM, yay!), and today I think the jet lag is finally leaving my body (6:20AM waking up time).
I have so much to share! So stay tuned, and I promise you I will not take a year and a half to talk about Bali ❤
Hope you all have a wonderful week.

A pessoa volta de férias, depois de 1 (curta) semana, 2 massagens, um aniversário, uma escalada de um vulcão, e nadar no oceano…para ser bofeteada com uma porrada de jet lag.
Juro, pessoas, que nunca antes passei por uma coisa igual! E eu achava que sim, quando estive em Miami ou em Delhi. Mas não. Na segunda-feira acordei exactamente às 3:30AM – em Bali eram 10:30AM (a pessoa quando está de férias só acorda antes das 10AM se tiver que ser). E depois dorme? E trabalha com um cabeção que vai daqui até à lua?
É que já não bastava a tristeza pós-férias/regresso ao trabalho, ainda tinha que aturar isto.
Ontem a coisa começou a correr melhor (acordei às 5AM, yay!) e hoje já estou nos trinques (6:20AM a hora do despertar).
Eu voltarei com tanto, mas tanto para partilhar! Fiquem por aí que eu prometo que não vou levar mais um ano e meio a escrever sobre Bali. ❤
Uma óptima semana para todos.
youre-jet-lagged-from-your-holiday-life-must-be-so-hard

Playa del Carmen must-see!

It has been a while since we’ve been to Mexico. It was for my 27th birthday, on January last year. Is never late to reminisce about the good times.
We’ve visited two towns of the Riviera Maya, which I’m about to give you a little taste, but I highly recommend you visit them – they are absolutely breath taking!
Brace yourselves 🙂

Já faz algum tempo – leia-se muito – que fomos ao México. Foi para o meu 27º aniversário, em Janeiro do ano passado. Mas nunca é tarde para relembrar os bons momentos.
Nós fizemos questão de visitar 2 cidades da Riveira Maya, que eu já vos vou mostrar de seguida. Mas, sinceramente não há foto que consiga demonstrar tamanha beleza, têm mesmo que visitar!
Preparem-se 🙂

Flight out:
We flew to Cancún on a direct flight from London with Virgin Atlantic, who were very lovely and upgraded us to Premium Economy – it may have helped that I was staff (sorry!) and that it was my birthday the day after. The trip was amazing, food and drinks on board were on fleek and the service was spotless!

Voo de ida:
Viajámos para Cancún, num voo directo de Londres com a Virgin Atlantic, que foram uns fofos em nos fazer um upgrade para a cabine de Premium Economy – se calhar ajudou o facto de eu ser staff (desculpem lá!) e de ser o meu aniversário no dia seguinte. A viagem foi excelente, as bebidas e as refeições a bordo estavam no ponto e o serviço foi excepcional!

IMG_4437IMG_4452

Where to go:
The highlight of our Playa del Carmen tour was without a doubt the our trip to Cozumel.
Cozumel is a beautiful and small island 45-min away from Playa del Carmen port, and we’ve spent the day in there. Mainly snorkelling around the coral reef and driving a scooter around the island.

Onde ir:
O ponto alto da nossa aventura em Playa del Carmen foi sem dúvida a nossa viagem a Cozumel.
Cozumel é uma ilha pequenina e muito catita a 45 minutos de barco de Playa del Carmen e passámos lá o dia. Passámos a maior parte do tempo a fazer mergulho à volta da barreira de coral e a passear de moto à volta da ilha.

Also, Playa del Carmen in general is bloody pretty! Check it out.
Playa del Carmen, no geral é lindo! Vejam só.

16178796_1918621091694924_2343489308263481939_o16252442_1918619571695076_6256715969036181708_o

Where to eat:
After getting around Cozumel, we’ve stopped in Coconuts Grill and Bar, where I had this amazing fresh fish and he had seafood. But I mean, even if we were served no lunch… look at this view!

Onde comer:
Depois de andarmos às voltas em Cozumel, parámos no Coconuts Grill and Bar, onde comi um peixinho fresco maravilhoso e ele marisco. Mas mesmo que passássemos fome, vejam-me esta paisagem!

IMG_040216179477_1918619355028431_6039304555176990967_o

Our best meal during the whole trip was in Alux (in Playa del Carmen), a magnificent and massive restaurant inside a cave. Yep you heard me. They also have their own Cenote inside (will speak about them in my next post regarding Mexico). The food was five stars and their wine cave, where you pick what you would like to drink is superb. A nice treat during our holiday.

A nossa melhor refeição durante toda a viagem no México foi no Alux (em Playa del Carmen), um restaurante gigante e magnífico dentro de uma gruta. Sim, leram bem! Eles têm ainda o seu próprio Cenote (falaremos deles mais à frente no próximo post acerca do México). A comida estava 5 estrelas e tinham ainda a sua própria gruta de vinhos, onde podem escolher o vinho que querem beber – superbo! Uma óptima maneira de nos mimarmos durante estas férias.

Where to sleep:
We’ve stayed in Luna Blue Hotel, very close to the Quinta Avenida (the main avenue in Playa del Carmen, with a similarity to the 5th Avenue). This Caribbean-style boutique hotel, has it’s own little trees, creating a super intimate and nature vibe. The bar serves the best margaritas – be careful, or once you know you’re dancing with the mariachis. And we got upgraded to a suite, with our own hammock in a cozy balcony. Couldn’t recommend more.

Onde ficar:
Ficámos no Hotel Luna Blue, a poucos metros da Quinta Avenida (à semelhança da 5th Avenue em Nova Iorque). Este hotel boutique com estilo caribenho, tem as suas próprias árvores, criando um ambiente de floresta tropical privada. O bar serve as melhores margaritas – cuidado aqui, ou quando derem por vocês estão a dançar com os mariachis. E ainda fomos upgraded para uma suite, com a nossa cama de rede numa varanda mega fofinha. Recomendo vivamente! 

Top tips:
– Even if you don’t stay in this hotel, you got to go to the bar and try the Margaritas. They are the best and the atmosphere in the bar is brilliant;
– Have as many Ceviches as you can, I guarantee you’re going to miss it;
– Enjoy the guacamole and nachos, they come with every greeting when you arrive to ANY restaurant.

Dicas:
– Mesmo que não fiquem neste hotel, têm que ir ao bar e experimentar as Margaritas. Elas são as melhores e o ambiente do bar é fantástico;
– Experimentem Ceviches sempre que possam, posso garantir que vão sentir saudades;
– Aproveitem o guacamole e os nachos, eles são servidos como entrada em TODOS os restaurantes.

16179662_1918616671695366_1066098301282739032_o
Click here for more pics.
Cliquem aqui para mais fotos.

Fresh face

Screen Shot 2018-03-15 at 7.45.30 pm
Hoje saí de casa sem maquilhagem. Não é, na minha opinião, o meu melhor look.
Cresci a ser super feminina e vaidosa, vendo sempre a minha mãe a aplicar maquilhagem e tornar-se miraculosamente linda e perfeita. Na escola levei na cabeça uma ou duas vezes, por professores, porque estava a usar maquilhagem.
Só quando me mudei para Londres é que comecei a habituar-me a ir de cara lavada ao supermercado, ao fim-de-semana. Sem maquilhagem não sou eu.
Cada vez mais tenho saído à rua só com creme hidratante para passear – o que deixa o namorado feliz. Não que ele tenha algum problema em eu usar maquilhagem mas diz-me sempre que eu devia deixar a minha pele respirar mais vezes.
Eu não estou habituada a ir trabalhar sem maquilhagem. Aconteceu hoje, porque me esqueci da porcaria da bolsinha das maravilhas em casa. Por momentos (durante uma hora e tal) senti que o meu dia estava completamente arruinado e fiquei de rastos. Senti uma vontade extrema de voltar atrás, ir a casa e trazer a minha make-up, mesmo que isso fizesse com que eu chegasse meia hora atrasada (ridículo, eu sei). Para além de me sentir feia, ainda me senti enraivecida pelo meu esquecimento.
Depois desta saga de pensamentos de caca que me ocorreram, apercebi-me – e culpo o yoga – ‘pó caraças, quem quer saber se eu não tenho maquilhagem? Eu sou mais do que um batom e um blush, sou um ser humano que merece ser valorizado e estou feliz com a minha vida, pelo que só pode ser um bom look!’. Ao mesmo tempo a minha mãe enviou-me uma mensagem a dizer “Não te preocupes, usa o teu melhor sorriso e estás linda!”
Na semana passada comecei a praticar yoga de novo e desde então comecei a olhar para a vida com outros olhos, a ter pensamentos mais positivos. Não vou deixar que as coisinhas pequeninas me estraguem o dia, se elas não são um big deal.
Eu sou bonita como sou, sou uma criatura maravilhosa e o meu sorriso é muito mais do que um blush, corrector de olheiras ou um batom da Chanel. E tu também.
Todos vós.
PS- Obrigada à minha bff que me tentou acalmar! 🙂


Today I left home without any make-up. Not a good look, if you ask me.
I’ve grown up being super feminine and vain, always watching my mum applying make-up and looking miraculously beautiful and flawless. In high school I was told off once or twice, by teachers,  because I had make-up on.
It was only until I moved to London that I was able to leave home without make-up to go shopping for groceries over the weekend. Me without make-up does not feel like me. 
More and more I am getting used to wear my fresh face to go places – which makes the boyfriend proud. Not that he has any issue with me wearing make-up whatsoever but he says I should leave my skin to breathe more often.
I am not used to go to work without make-up. It happened today because I left the bloody wonder bag at home. For moments (around an hour or so) I felt like my day was ruined. I felt the urge to go back home to grab my make-up bag even if that meant arriving half an hour late (ridiculous, I know). I felt anger inside and that I looked ugly AF.
After all this shit thoughts running through my mind, I finally realised – and I blame yoga for this – ‘fuck it, who cares if I don’t have make-up? I am more than blush and lipstick, I am a human being that is worth taking care off, and I am happy where I am now, that has to be a good look!’. At the same time, my mum texted me saying “Don’t worry, wear your biggest smile and you’ll look great!”
Since last week, I’ve started practising yoga again and I’ve started having a different view of life, more positive thoughts. I am not letting the little things that would spoil my day to do so, if they are not that big of a deal.
I am beautiful as I am, I am a wonderful creature and my smile is more than a blush and concealer and fancy lipstick. So are you.
All of you!
PS- Big thanks to my bff that tried to calm me down! 🙂

up to date.

tumblr_p39gvwiouq1wxt7gqo1_1280

Nossa. Há quanto tempo não aparecia eu por aqui?

Eu pensei em escrever um post de ano novo, acerca das resoluções – e a chachada que  são – e sobre outras coisas, mas acontece-me o que é habitual… a inspiração não vem assim com tanta felicidade. Tirando hoje, parece que fui atacada pelo trovão da inspiração (e consegui preparar alguns posts, whoooop!).

Vou contar-vos o que tenho andado a fazer nos últimos tempos. Para começar: o ano está a correr lindamente até agora. Eu tenho mantido o contacto mais próximo com os meus amigos, tentar estar mais presente. Comecei o meu trabalho novo e estou a adorar – YAY! Estou a comer menos porcaria e a beber menos Coca-Cola. AH! Tenho feito exercício 4x por semana. Tenho uma tatuagem nova que já queria ter feito há imenso tempo (aconteceu ontem, por isso é que ainda estou super entusiasmada e quero dizer a todo o Mundo).

Comecei a ler um livro, que venho falar-vos em breve porque estou completamente apaixonada. Não celebrei o dia dos Namorados porque não sou fã e continuo a amar o meu namorado, sim. Ainda é inverno em Londres, tem chovido todos os dias e a temperatura máxima desta semana é entre os 7 e 8 graus – não, não é fixe.

E acho que é tudo, até à data. Estou bem e recomenda-se 🙂
Espero que tenham todos uma semana fantástica!

My oh my, it has been a while for sure.

I thought about writing a post about the new years resolutions – and how bullshit they really here – and so many other topics, but the same happens (quite often I would say), the inspiration does not come on easily. Just today, looks like I’ve been hit by the inspirational thunderbolt. (I have also managed to get some posts prepared, so happy days!)

Let me tell you what I’ve been up to. For starters, the new year is going very good so far.
I have been more in contact with my friends, trying to be a little closer. I have started my new job and I am loving it – YAY! I am eating less crap than I was AND drinking less coke. AH! I’ve been exercising 4 days a week. I’ve got a new tattoo that I wanted to get done for ages now (it actually happened yesterday, so I’m still very excited about it and want to tell the world).

Also I am reading a book that soon I will be sharing with you guys as I am loving it too much. I didn’t celebrate Valentine’s day because I’m not a fan of it AND I am still very much in love with my boyfriend. It’s still winter in London, it rains pretty much everyday and this week’s highest temperature will be something between 7 or 8 degrees -nay, not cool.

I think this is about it, for a February update really.
Hope you all have a lovely week!

post-Christmas

Alooo! Como vai esse Natal?
Para alguns de vocês podem dizer que já acabou, mas para mim é difícil descartar o Natal. É quase tão teimoso como as gordurinhas que vêm com ele e se alojam na minha anca.
Eu adorei o meu natal, foi tão bonito! Adorei toda a comida que enfardei, as bebidas, a companhia e os presentes.
O que eu não estou a adorar é o facto de estar-vos a escrever do meu trabalho. Somos apenas dois a trabalhar hoje e já não sabemos para que lado nos viramos com tanto aborrecimento, haha.
Ninguém merece vir trabalhar do 27 ao 29 de Dezembro. Qual é a lógica?

Hiya! How is that Christmas going?
Some of you would say it’s over already, but I take a while to take it out of my system. It is nearly as stubborn to leave as the fat in my bum.
I absolutely loved my Christmas, was amaze-balls! Loved all the foods, and drinks, and company and gifts. 
However, I am not loving that I am writing this post from work. Is just me and another colleague and we literally don’t know what else to do with our lives, haha.
No one deserves to be in between 27th to 29th of December. What’s the point?