my heart is in Amsterdam-oh-dam-dam

Goedemorgen! Como vai esse fim-de-semana?
Por aqui não me queixo 🙂 Foi há uma semana que regressei à realidade, mas não é assim tão terrível quando se volta para uma cidade à qual chamamos de lar.
No entanto Amesterdão é uma forte candidata ao título.
Foi a terceira vez que visitei a cidade, mas a primeira dele. Desta vez optei por usar o tempo de forma preciosa a explorar a cidade. Não há nada mais gratificante que descobrir recantos duma cidade já conhecida.
Voltei ao melhor sushi da cidade – com a Malin, como é óbvio – um restaurante chamado SUMO. Funciona de uma maneira organizada, em que cada mesa tem direito a 6 rondas e em cada ronda cada pessoa tem direito a pedir 5 pratos/peças.
Visitei também o Body Worlds: O Projecto Felicidade – “uma exposição que exibe corpos humanos com a técnica da plastinação”, e vale tanto a pena, recomendo.
O namorado arrastou-me até ao A’DAM Lookout, já que por mim ficava-me apenas pela vista. Ele insistiu e eu andei no baloiço mais alto da Europa, a 100m do solo. Paniquei mas valeu tanto a pena. A vista de 360º sob Amesterdão é impressionante.
O último highlight dos meus 4 dias em Amsterdão é um mercado que adoro visitar sempre que lá vou, o Bloemenmarkt (Mercado das Flores). Adoro flores, mas o que gosto mais é que este mercado flutua num canal da cidade. O que há para não gostar?
Vou recomendar também a ficarem no Hotel Iris, localizado a 20min do centro, e cuja vista para o canal é soberba. E ao desfrutar desta vista enquanto ele ainda dormia, fui pesquisar “best pancakes of Amsterdam” e encontrei o The Happy Pig Pancake Shop – Ó Minha Nossa…. não estão a perceber! Só experimentando.
As imagens valem mais do que as minhas palavras, mas menos do que a minha memória e promessa de regresso.

Goedemorgen! What are you up to this weekend?
I can’t complain 🙂 I’m back to reality for a week already. It’s not that bad when you come back to a city you call home.
But Amsterdam is a good candidate for that title.
It is my third time in this city, but his first one. This time, I decided to use my precious time to explore the city. There’s no better sensation in the world than to discover new places of a city you’ve already been to.
I went back to the best sushi in town – obviously with Malin – to a restaurant called SUMO. That works in an organised way that each table is entitled to 6 rounds and with each round each person can order up to 5 items/pieces.
Also went to see the Body Worlds: the Happiness Project – “exposition of dissected human bodies that have been preserved through the process of plastination”, so much worth it. I recommend.
I was, nearly, dragged to the A’DAM Lookout. If I could choose, I would been happy with the 360º view of Amsterdam, but he insisted, so we went on the highest swing of Europe – 100m tall. I did panic, but it was so worth it.
The last highlight of my 4 days in Amsterdam is this market that I love to visit every time I am there, the Bloemenmarkt (Flower Market). I love flowers, but I love even more the fact that this market is floating on a canal. What’s not to love?
I’ll also recommend you to stay in Hotel Iris, just 20min walk from the city centre and with the superb view of the canal. While appreciating these views I googled “best pancakes of Amsterdam” and came across The Happy Pig Pancake Shop – OH MY…. you gotta try it.
The images are worth more than my words, but less than my memory. I promise to return.

Advertisements

mid-year update

large-3

Quando olho para a barra lateral e me apercebo que o meu post mais recente foi em Abril, deixa-me triste… nossa!
Se és seguidor há algum tempo, já deves saber que eu sou assim. Eu vou por fases – mas quem nunca? Acho que quando não se vive do blog, é normal passar-se por períodos de pouca inspiração aliada à falta de tempo para escrever.
Mas aqui estou eu, para dizer-vos que eu vivo de contagens decrescentes!
Nem sempre é fácil pensar positivo, ver a luz ao fundo do túnel ou, quando os dias se tornam monótonos, ver que há algo para ser feliz. Para mim as contagens decrescentes, sejam lá para o que for deixam-me extremamente feliz!
Os meus amigos dizem-me que eu fico contente com as pequenas coisas e que sou fácil de contentar.
Eu conto as horas para AQUELE jantar, conto os dias para uma festa e as semanas para as minhas próximas férias.
Nada me faz mais feliz. Quem é que me compreende?
As minhas próximas férias são no início de outubro. Vou levar o namorado a Amesterdão, já que ele nunca lá foi. #cantwait
E vocês, quais são as próximas viagens?

When I look at my Recently (the side bar, standing here on the left) it makes me sad that last time I’ve written was back in April, gosh.
If you’re a follower for a while, you must know this is me. I go through phases – doesn’t anyone that does not own a blog for a living? – is not finding the time or the inspiration but a combination of both.
And… here I am. Today I tell you that I live for countdowns.
Is not always easy to think positive, see the light when all days look the same and you wonder if there’s anything out there for you to be happy. So for me, there’s the countdowns!
My friends tell me I get excited with the tiniest things and that I am easy to please. All of it is very true.
But one thing that makes me extremely happy is a good countdown for an upcoming event. It can be counting the hours for THAT dinner this weekend, counting the days for a party or counting the weeks for my next holiday.
Nothing makes me happier. Can you relate?
My next holiday is in the beginning of October, where I am taking the boy to Amsterdam for his first time there. #cantwait
Where are you guys off next?

The (great) Ordinary

A The Ordinary intitula-se uma marca humilde. Aparentemente, os senhores conseguiram incluir materiais da química e bioquímica para criar um cuidado de beleza funcional, a preços acessíveis.
Para ser completamente honesta, eu acho que eles deviam estar orgulhosos. São tão bons  e são tão baratos.
Nunca na minha vida pensei em colocar óleo na minha cara, até uma amiga me ter sugerido. Depois de mo ter oferecido no meu aniversário e prometer-me milagres posso dizer que: A minha pele está um espanto!
AH, e eles não testam em animais! Maravilha?
Experimentem estes:

€5,80 (£5,90) & €9,80 (£9)

E tu, já ouviste falar da Abnormal Beauty Company? Quero saber as opiniões 🙂

The Ordinary says they are an humble brand. Apparently, they picked chemistry and biochemistry materials to create an advance functional beauty without the insensible prices.
To be brutally honest, I think they should be freaking proud of what they created. They are pretty good with their products and they are super cheap.
I’ve never thought about putting oil on my skin, until a friend told me about it. After kindly offering it to me on my birthday and promising me some kind of miracle, I must say: My skin looks amazing!
AH, They are cruelty free! Perfection?
See the products above!

Have you heard about The Abnormal Beauty Company? Let me know what you think about it! 🙂

Home #2

Oi! Finalmente tenho internet em casa e já posso voltar ao blog, a modos.

E hoje venho com ideias de decoração e com fotografias como tinha prometido. Já passou uma semana e eu, a cada dia gosto mais um bocadinho da nossa casa. Depois de passar alguns dias com caixas pela sala, sacos gigantes do IKEA e malas, já está tudo nos trinques e estou muito orgulhosa do meu lar.

Eu sinto que de cada vez que mudo de casa, começo a aperfeiçoar a técnica de empacotar e decorar o novo espaço. Da última vez que me mudei para uma casa a partilhar, o que eu tinha em mente era tornar o meu quarto o mais feminino possível – e com isto quero dizer que o rosa era uma cor dominante. Mas agora, a partilhar casa com o namorado eu tenho que manter esse feminismo nos detalhes. Já explico…

O meu objetivo é uma decoração minimal, mas com apontamentos engraçados, fofinhos e coloridos. Em cada espacinho da casa.

Então passemos ao quarto mais importante, aquele onde vou passar a maior parte dos meus dias: a sala e a cozinha open plan (sim, eu sou fina!).

  • Arranjem flores e ervas: para além de alegrarem o espaço e ficar super giro, elas cheiram tão bem. Eu optei por comprar manjericão e hortelã-pimenta em vasinhos fofos. Também comprei uma pequena Phalaenopsis (mais conhecida como Orquídea) no IKEA por menos de £5;
  • Velas por todo o lado: Sim, eu sou obcecada por velas e também arranjamos um difusor da AmbiPur, e uns incensos de Camden Town, para a casa estar sempre no ponto;
  • Detalhes coloridos: Sejam eles letras luminosas, peluches ou até um globo;
  • As conchinhas e búzios que temos nas janelas são uma lembrança de Brighton;
  • O relógio da cozinha: Eu nunca prestei muita atenção aos relógios na cozinha mas depois do meu namorado dizer que queria um, realmente faz um jeitão que ninguém imagina;
  • Outra coisa que ele queria era um candeeiro de pé para ficarmos na sala à média luz. Dá um ar tão fofinho à sala, obrigada 🙂

A decoração do quarto é um bocadinho mais desafiante. Ao mesmo tempo que o queres tornar o mais confortável possível, também não se vão dar muito ao trabalho pois nunca se passa assim tanto tempo no quarto. De qualquer das maneiras, o meu tem ali o cantinho da maquilhagem e aproveitamos para o iluminar com umas luzes giras e uma plantinha (Dracaena).

E basicamente é isto. À casa de banho e à entrada apenas arranjamos uns autocolantes para tornar o espaço um bocadinho mais pessoal.

Espero que tenham gostado 🙂

desktopdesktop1desktop2

img_0256

Hasta la vista, baby.

~EN~
Hey! Finally I am back to blogging as the internet is up and running in our new flat.

And today I am coming with decor ideas, and some pictures as previously promised. One week has gone past and I am loving our place more and more. After spending a few days between unpacked boxes, IKEA massive bags and suitcases, everything is in place now and it feels like home.

I feel like every single time I move, I have a new and improved technique of packing and then decorating my new place. Last time I moved to a room in flat share, I just wanted to make it as feminine as possible – I mean, pink was a dominant colour. But now, sharing it with my boyfriend I have to keep the feminine side refined to the details. I’ll explain…

So basically, my main goal was minimal decor, with funny, cute and colourful details. In every room of the house.

Let’s go the most important space, the one where I’ll spend most of my days: the living room & open kitchen (yep, I am fancy like that).

  • Get some flowers and herbs: they just brighten up the room and look super cute, plus they smell so good. I got myself some basil and peppermint in little pots. And we also got a Phalaenopsis from IKEA, for less than £5;
  • Candles everywhere: Yes, I love them too much, and we have some incense and some AmbiPur diffuser, to smell good at all times;
  • Colourful and bright details: Be it a light sign, or a toy, or a globe;
  • The seashells by the windows, they’re from Brighton as a souvenir;
  • Kitchen clock: I never really paid much attention to it, but my boyfriend mentioned it would be useful, and damn, he was so right;
  • He wanted to get a floor lamp to be with low light in the living room, when we are just chilling. Thanks to him, it looks super cute!

The Bedroom is a bit tricky. You want to make it as comfortable as possible, but you also know that you will not need a lot of work done as you won’t use it too much. Though mine has a little make-up corner and I’ve lighten it up with some cute lights and a Dracaena plant.

And that is about it, in the hallway and bathroom, we just added some stickers to turn it more personal.

I hope you guys enjoyed 🙂 – scroll up for more.

img_0256

Laters fellas.

Home

Processed with VSCO with a6 preset Processed with VSCO with m5 preset

Pela sexta vez desde que vim morar para Londres, mudei de casa. E vamos todos fazer figas para esta ser de vez.

Eu digo sempre a mesma coisa desde que comecei a alugar um apartamento, vazio. Uma vez que tenho imensa mobília (cama, sofá, armários, etc), é sempre um desafio empacotar tudo e comprimir na parte detrás dum carro.

Levamos cerca de 8 viagens de autocarro, 1 viagem de Uber e 4 viagens na carrinha comercial de uma amiga. Isto tudo num fim-de-semana mas conseguimos! Agora como esta semana estou de férias, vou aproveitar os diazinhos para organizar e arrumar esta tralha toda.

Mal posso esperar para a viagem ao IKEA que faremos esta semana – ainda por cima é a PRIMEIRA VEZ que ele vai ao IKEA!!! Sim, eu sou daquelas pessoas que podia viver lá dentro… e feliz 😀

Mais uma vez, a casa fica no lado sul do rio, em Forest Hill (que pertence a Lewisham). E pensando nisso, de 6 lugares onde vivi, apenas 1 era no norte de Londres – e eu não fiquei fã (acho que 2 anos deram para tirar a pinta àquilo). Mas para ser sincera… eu adoro viver no sudeste de Londres, e fiquem atentos porque eu vou começar a dar dicas/sugestões/reviews de sítios deste lado do rio. (Podem ver o meu post sobre Greenwich aqui.)

Uma vez que esteja tudo direitinho, eu mostro fotos 🙂 daqui até lá, fiquem bem.

~EN~

For the sixth time since I moved to London, I have moved house. Fingers crossed this one is for keeps.

I say this all the time since I started renting a one bedroom flat, unfurnished. Once you get every little piece of furniture cramped in a back of a car, I promise you’ll think twice.

It took us about 8 bus trips, 1 Uber ride and 4 trips in a friend’s mini-van in one weekend and we have everything in the new flat. Now this week, being off work I have some spare time to start tidying and organising our little bits.

I can’t wait for the IKEA trip we’ll be doing later on this week – it’s his first IKEA trip EVER!!! And yes, I am that type of person that could live inside IKEA… happily 😀

It is, once again, in the south side of the river, in Forest Hill (Lewisham). Actually out of 6 places I have lived, only one of them was in north London – and I wasn’t impressed (just for the record, I lived there nearly 2 years). But to be honest… I love living in South East London, and watch this space as I will be reviewing some places/giving tips and suggestions about this side of the river. (You can also see my post about Greenwich here.)

Once everything is all settled I will be posting some pictures 🙂 ‘till then, take care.

1 out of…

tumblr_mnddg1sxfn1r7n4ueo1_500Bom dia pessoas e bem vindos ao meu cantinho.

Acho que se calhar devia começar por me apresentar.
O meu nome é Ana e tenho 26 anos. Nasci em Portugal, na ilha da Madeira – conhecida como a Pérola do Atlântico – e mudei-me para Londres em 2011, daí que me considero um bocadinho londrina também. Tenho a certeza que me ficarão a conhecer melhor se acompanharem o blog.

Durante 6 anos tive outro blog (chamado A Policromia), mas sinto que faz parte duma vida passada e quero começar do zero com este.

Gostava de agradecer aos meus seguidores que vieram do anterior blog e dar-vos o maior bem haja! Obrigada por se manterem fieis, significa bastante para mim.

Fiquem por aí!
~ English ~
Good morning and welcome to my blog!

I suppose I should start by introducing myself.
My name is Ana and I am 26. I was born in Portugal, on the Island of Madeira – usually referenced as the Pearl of the Atlantic – and moved to London in 2011, so I consider myself kind of a Londoner too. I am sure you will get to know me better as you come along.

I used to have another blog for 6 years (entitled A Policromia), but I feel that it forms part of my previous life now and I want to make a fresh start with this one.

I would like to thank to the followers that came from A Policromia and the warmest welcome to this page! Thank you for not staying loyal, it does mean a lot.

Stay tuned!