Bali Must-See! (1/2)

I have a tendency to post about my travel a year after I return to London. I don’t know what get’s to me, call it holiday blues.

This year, unfortunately, there is no long haul flights on the horizon as per the 4 weddings and a christening that we have abroad (yep, I am completely aware that this could well be a movie name). I must say besides being super excited for the events, I’ll get to know places I’ve never been such as Bordeaux and Seville and some of Portugal’s little towns! 🙂

Without further delay, please *drumrolls* I give you… Bali ❤ (I’ve decided to divide this post in 2 as it was super long, so you gotta stay tuned for the “what to do” that’ll be coming soon!)

Eu tenho uma tendência para fazer posts acerca das minhas viagens sensivelmente um ano após voltar a Londres. Não sei bem porquê, mas se calhar é da nostalgia e dos holiday blues.

Este ano, infelizmente, não haverá voos de longo curso devido aos 4 casamentos e o baptizado que temos fora – quase lembra um nome de filme, certo? Para além de estar super entusiasmada pelos eventos, tenho a dizer que mal posso esperar para conhecer estas cidades fantásticas como Sevilha e Bordéus, bem como algumas aldeias de Portugal! 🙂

Bem, sem mais demoras, (inserir o som dos tambores aqui) trago-vos… Bali ❤ (Tomei a liberdade de dividir este post em 2 pois estava super longo, por isso continuem a ler o blog para saberem “o que fazer” em Bali, o próximo post sairá em breve!)

IMG_1045

Where to sleep:
Sal Secret Spot was the hotel we chose to spend our lovely week in paradise. This hotel has 2 buildings that are 15-min walk from each other.  We’ve spent 3 days in the Resort building, where you have access to the swimming pool and the bar and the remaining days in the Beach building where you have the wave-watching suites.
The hotel is lovely, the swimming pool is dreamy and the mojitos are tasty!
Obviously the days we’ve spent in the sea view suites was greater as you fall asleep and wake up to the sound of the waves. Magical!

Due to maintenance works in our swimming pool, we got to also enjoy Boho Bali’s swimming pool and it also looked like a good alternative to stay in Uluwatu.

Onde ficar: 
O hotel que nós escolhemos para passar a nossa semana foi o Sal Secret Spot. O hotel tem 2 localizações que estão a 15-min a pé uma da outra. Passámos 3 dias no resort onde tínhamos acesso à piscina e também ao bar, e o resto dos dias foram passados na residência da praia.
O hotel é super amoroso, a piscina é absolutamente genial e os mojitos são deliciosos!

Obviamente preferimos os dias em que passámos na suite da praia, pois éramos embalados (e acordados) pelo som das ondas do mar. É mágico!

Devido a trabalhos de manutenção na nossa piscina, também tivemos a oportunidade de aproveitar a piscina do Boho Bali e pareceu-nos uma óptima alternativa para ficar em Uluwatu.

 

Where to eat:
Our favourite restaurant was Lucky Fish, located in Bingin Pantai (Bingin Beach). You eat the freshest fish and seafood and it’s super cheap. Also, if you visit this restaurant to have dinner, you’ll get to eat in a table placed in the sand!

Other restaurants we recommend (all based in Uluwatu) are Breeze, Yeye’s (for great fish) and Outside Corner Organic Cafe (great salad bowls).

We’ve discovered Batu Bali by chance. It looked like such a cool place to have a pre-dinner drink and the food is amazing! It’s not the cheapest but the ambience is worth it!

In the heat of the moment, we went for a drink in a nightclub called Single Finn. We went by night time however found out it’s a great spot for you to watch the sunset. I definitely recommend you checking this out!

Onde comer:
O nosso restaurante preferido foi o Lucky Fish, que fica em Bingin Pantai (Bingin Beach). Aqui podem provar o peixe e o marisco mais fresco e é super barato! Ah, e se jantarem têm a hipótese de comer numa mesa na areia!

Outros restaurantes que recomendamos (todos em Uluwatu) são o Breeze, Yeye’s (os dois para peixe fresco) e o Outside Corner Organic Cafe (saladas).

Descobrimos o Batu Bali por acaso. Pareceu-nos ser um óptimo sítio para pararmos para uma bebida antes do jantar mas a comida deles também é soberba! Não é o sítio mais barato mas o ambiente vale a pena!

No calor do momento, fomos tomar um copo a uma discoteca chamada Single Finn. Fomos depois de jantar mas descobrimos depois que este é um local de eleição para se ver o pôr do sol. Recomendo vivamente!

 

Top tips:

  • If you have a license (not that you necessarily need one, as they won’t care much about it) you need to rent a motorcycle – it’s a magical freedom to get to see these beautiful views from a bike and if I remember correctly we paid nearly GBP10 for 7-days rental!
  • I adore my coffee, I love a great espresso and I truly appreciate it… however when I visited the Luwak Coffee I was super disappointed. We have a truly open mind and it’s not the fact that they poo the coffee, it’s just the taste itself, it’s super bitter and I wouldn’t recommend (but if you are curious like us, obviously you should go and check it out!)
  • Monkeys will steal your belongings and is not a joke. They’ll take away your sunglasses and cameras – I’ve seen it happening to me (next post).

⭐ And if you didn’t get enough of me and Bali and the stunning views of paradise, check out our Cheers video of 2018.

(We’ve done something similar back in 2017, when we were in Riviera Maya – check it out here.)

Stay tuned 😎 soon I’ll be posting “where to go” in Ubud and Uluwatu!

Dicas:

  • Se têm carta de condução (não que eles vos peçam a carta, necessariamente) têm que alugar uma mota – é uma liberdade mágica ver as vistas de Bali em cima da mota e se me lembro correctamente acho que pagamos quase GBP10 por 7 dias de aluguer!
  • Eu adoro café, gosto de provar um óptimo expresso e aprecio bastante… mas quando fui visitar o Luwak Coffee fiquei extremamente desapontada. Temos uma mente extremamente aberta e não é o facto de os felinos evacuarem os grãos de café, é mesmo o sabor, é super amargo e eu não recomendo (mas obviamente se têm curiosidade, como nós, deviam experimentar!)
  • Os macacos são ladrões e vão roubar os vossos pertences – aconteceu-me a mim (conversa para o próximo post).

⭐ E se ainda não se fartaram de mim e do quão bonitas são as paisagens paradisíacas de Bali, vejam o nosso vídeo dos Brindes de 2018.

(Fizemos algo semelhante quando fomos à Riviera Maya, em 2017 – vejam aqui.)

Fiquem por aí 😎 brevemente irei postar “o que fazer” em Ubud e Uluwatu!

IMG_6370

Advertisements

c h a n g e

Hello you and you too!

Welcome to the renewed blog.
If you’ve been around for a while you may have noticed that I’ve changed the colours around. It is the first time that I’m doing (nearly) everything on my own, so it might not be perfect but… IT’S MINE! 🙂 – thanks to Bartosz for the precious help with the profile pic!
(Also, it may not look like anything special to you but it took a lot of hard work to get here.)

I don’t really know where to start but I got news! I’ve got a new job ⭐
I would like to share the experience of being unemployed at 29 and all the up and downs I’ve encountered during this journey. I am not, in no way, shape or form, a lifestyle influencer (instead of a fashion or beauty, are you following?!)  but I got to admit that I’ve gained some experience with all the interviews I’ve attended and became a pro on sudden mood swings.

It’s quite natural for humans to feel threatened by change. It’s when you think you got you’re life sorted and then someone changes the plans. We spend our whole lives creating habits and routine in order to make it easier to proceed with the most mundane tasks. Suddenly, it all changes. And now what?

In Portugal we say: First it amazes you, then it gets into your veins” (Fernando Pessoa). 
It was nearly 2 months of an extensive and intensive search. A lot of days where I woke up with the biggest dreams and then I’d watch them being crushed by the end of the day. But it also was a lot of frustrating days and a lot of good things happening at the same time.
So I just want to share that I’m ok, very very happy and the following posts (besides having to post about Bali – I love that my travel posts are always released a year after the journey, but who’s counting?!) I will be giving you tips on how to search effectively and being productive during your job haunt and will try to help one of you in a time of need.

Stay tuned for the next chapter… 🙂

🇵🇹

Oláááá! Bem vindos ao blog renovado.

Se já estão por aqui há algum tempo devem ter reparado que mudei as cores do blog. E é a primeira vez que fiz (quase) tudo sozinha, por isso pode não estar perfeito mas… É MEU 🙂 – obrigada ao Bartosz pela ajuda preciosa com a foto de perfil!
(E eu sei que pode não parecer nada de especial mas levou imenso tempo a preparar e imensas tentativas até chegarmos aqui.)

Eu não sei bem por onde começar mas tenho novidades! Tenho um trabalho novo ⭐
Quero partilhar convosco a minha experiência de estar desempregada aos 29 anos e pelos altos e baixos que passei. Não me considero, de maneira alguma, uma influencer de lifestyle (em vez de ser de moda, tão a ver?!), mas devo admitir que ganhei alguma prática com a quantidade de vezes que fui entrevistada e tornei-me pro em mudanças de humor repentinas.

É natural o ser humano sentir-se ameaçado com a mudança, o tirar do tapete debaixo dos pés. É contra-natura. Passa-se a vida a criar hábitos e rotinas para lidarmos mais facilmente com as tarefas mundanas para de repente BOOM vira tudo do avesso. E agora?

Primeiro estranha-se. Depois entranha-se“, já dizia o outro.
Foram quase dois meses, de uma extensa procura. Foram muitos dias de acordar cheia de sonhos e de vê-los esborrachados passados pouco tempo, mas também foram dias de desespero e de muitas coisas boas a acontecerem simultaneamente.
Só quero partilhar que estou bem, muito muito feliz e que nos próximos posts (para além  de ter que vos falar de Bali – estes posts com 1 ano de atraso, mas também who cares?!) vou dar dicas de como ser mais produtiva e eficiente na procura de trabalho e quem sabe ajudar alguém em horas de desespero.

Não percam as cenas do próximo episódio… 🙂

#LoveYourPetDay

Screenshot 2019-02-20 at 4.09.37 pm

What do you mean there’s a #LoveYourPetDay? And you’d think that’d be everyday…

Ok – meet Bazinga! He’s a 6-year old netherland dwarf rabbit (still looks like a bunny as he is super tiny). He’s very cute, very silent, however he can be a little vicious at times. He does not enjoy being picked up, but he loves being petted. He’s always hungry (I swear it feels like I don’t even feed him, he’s always ready for food!). And he’s been through surgery more times than he should and because he is an albino (hence why the red eyes) he’s fragile and vets always say it’s life-threatening for a rabbit BUT he is always super strong and invincible.

He’s more loved than he could ever imagined ❤ and if you want to know more about Bazinga, let me know, it would be my pleasure to share.

➳ PT ➳

Como assim há um #LoveYourPetDay? Eu pensava que deveria ser todos os dias…

Ok – conheçam o Bazinga! Ele é um coelhinho anão de raça netherland e tem 6 anos (se bem que continua a parecer um bebé por ser super pequenino). O Bazinga é muito fofinho, bastante silencioso, mas também é um pequeno terrorista por vezes. Ele não gosta de ser agarrado ou de estar ao colo, mas adora festinhas e mimos. Ele está SEMPRE com fome (eu juro que parece que nem o alimento, sempre que o faço parece que não vê comida há semanas). Ele já esteve sujeito a cirurgias mais do que é recomendado e por ser um coelho albino (daí os olhos vermelhos) é mais fraquinho do que o normal e os veterinários dizem sempre que é uma operação de risco MAS ele está cada vez mais forte e parece invencível!

Ele é mais amado do que (penso eu) imaginou ❤ e se quiserem saber mais sobre o Bazinga digam-me e terei todo o gosto em partilhar.

I’ll be home for Christmas

I am back. Who knows for how long – I wouldn’t make any bets if I were you. But I’m a broken record if I say again that I only write when I’m inspired and feel like it – so we move on as now couldn’t be a better time.

How much do you really like Christmas?

They say is the most wonderful time of the year and I couldn’t agree more. I’m such a winter person, I love cold cities and crisp mornings * takes mental note to visit more cold cities in 2019 *
Don’t get me wrong, I love summer and mojito beach days BUT I deal way better with the cold weather, I love layers and scarves! I love getting cosy with a massive blanked in my super comfy sofa.

Last week we’ve made our beautiful Christmas tree (I followed my mums advice that I should spend a bit more and get a quality artificial tree) filled with plenty of baubles and lights, some said that our living room looks like a Santa Grotto! I like it like that! That’s the best thing about Christmas, feeling my heart full, christmassy, get all the Christmas songs in – oh the joy! I’m all about the mulled wine, Winter Wonderland and Christmas lights in central London ❤ 
AND I’m get to be home for Christmas in two weeks – yasssssss!

I think that Christmas is a time to be kind and nice (it should happen on a daily basis, however I feel like on Christmas everyone is more prone to kindness), and also is that period just before the new year where you start thinking about all the high and lows of 2018 – we’ll catch up on this later on.

How about you, what’s your favourite thing about Christmas? 🙂

WhatsApp Image 2018-12-09 at 10.49.29

➳ PT ➳

Voltei. Quem sabe por quanto tempo – eu não apostaria dinheiro se fosse a vocês! Seria um disco riscado se continuasse a dizer que só escrevo quando me apetece e quando estou inspirada – por isso continuemos pois sinto que agora é o momento certo.

Quanto gostam vocês do Natal?

Diz-se que é the most wonderful time of the year (a altura mais bonita do ano) e eu não podia concordar mais. Adoro o Inverno, adoro o frio e aquelas manhãs solarengas de inverno * estou a tirar uma nota mental para visitar mais cidades frias em 2019 *
Não me interpretem mal, claro que gosto do verão e de beber mojitos na praia MAS consigo lidar muito melhor com o tempo frio, já que adoro camadas de roupa e cachecóis! E também adoro estar no meu super sofá enrolada tipo wrap na minha mega manta. 🙂

A semana passada comprámos e enfeitámos o nosso fofinho pinheiro de Natal – decidi seguir o conselho da mãe (que tem sempre razão) e pagar um bocadinho mais por um artificial mas de qualidade! Não há um raminho sem um efeito, está tudo ali! Já me disseram que a minha sala parecia a gruta do Pai Natal!
Mas é isso mesmo que eu gosto no Natal, sentir-me de coração cheio, músicas de natal a toda a hora – ahhh! Felicidade! Eu não me canso de mulled wine (vinho tinto quente), feiras de Natal e as luzinhas de central London ❤
E mais… vou a casa passar o Natal daqui a duas semanas – wohoooooo!

Eu acho que o Natal é uma altura para se ser generoso e bondoso (devia ser uma constante ao longo do ano, mas a pessoa sente-se automaticamente mais carinhosa e propensa à generosidade no Natal), e também é o período imediatamente antes do Ano Novo em que se começa a pensar nos altos e baixos de 2018 – falamos disto mais logo!

E vocês, o que mais gostam no Natal? 🙂

My mind is telling me yes

but my body, my body is telling me NOOOOOOO-oooooh!

So one comes back from holidays, after 1 (short) week, 2 massages, a birthday, a vulcano trekking and swimming in the ocean… to be bloody slapped by this great deal of jet lag.
I swear on my life that I’ve never ever been through something like this! And I thought so, when I went to Miami or Delhi. But nope. On Monday I woke up at 3:30AM – 10:30AM in Bali (normally we would wake up around that time). How do you fall asleep after that? When your brain is super awake but your body is dead. How do you get any work done with blurry vision and feeling nauseous?
As if the holiday blues are not enough, I have to deal with this.
Yesterday I’ve started to handle it slightly better (woke up at 5AM, yay!), and today I think the jet lag is finally leaving my body (6:20AM waking up time).
I have so much to share! So stay tuned, and I promise you I will not take a year and a half to talk about Bali ❤
Hope you all have a wonderful week.

A pessoa volta de férias, depois de 1 (curta) semana, 2 massagens, um aniversário, uma escalada de um vulcão, e nadar no oceano…para ser bofeteada com uma porrada de jet lag.
Juro, pessoas, que nunca antes passei por uma coisa igual! E eu achava que sim, quando estive em Miami ou em Delhi. Mas não. Na segunda-feira acordei exactamente às 3:30AM – em Bali eram 10:30AM (a pessoa quando está de férias só acorda antes das 10AM se tiver que ser). E depois dorme? E trabalha com um cabeção que vai daqui até à lua?
É que já não bastava a tristeza pós-férias/regresso ao trabalho, ainda tinha que aturar isto.
Ontem a coisa começou a correr melhor (acordei às 5AM, yay!) e hoje já estou nos trinques (6:20AM a hora do despertar).
Eu voltarei com tanto, mas tanto para partilhar! Fiquem por aí que eu prometo que não vou levar mais um ano e meio a escrever sobre Bali. ❤
Uma óptima semana para todos.
youre-jet-lagged-from-your-holiday-life-must-be-so-hard

Fresh face

Screen Shot 2018-03-15 at 7.45.30 pm
Hoje saí de casa sem maquilhagem. Não é, na minha opinião, o meu melhor look.
Cresci a ser super feminina e vaidosa, vendo sempre a minha mãe a aplicar maquilhagem e tornar-se miraculosamente linda e perfeita. Na escola levei na cabeça uma ou duas vezes, por professores, porque estava a usar maquilhagem.
Só quando me mudei para Londres é que comecei a habituar-me a ir de cara lavada ao supermercado, ao fim-de-semana. Sem maquilhagem não sou eu.
Cada vez mais tenho saído à rua só com creme hidratante para passear – o que deixa o namorado feliz. Não que ele tenha algum problema em eu usar maquilhagem mas diz-me sempre que eu devia deixar a minha pele respirar mais vezes.
Eu não estou habituada a ir trabalhar sem maquilhagem. Aconteceu hoje, porque me esqueci da porcaria da bolsinha das maravilhas em casa. Por momentos (durante uma hora e tal) senti que o meu dia estava completamente arruinado e fiquei de rastos. Senti uma vontade extrema de voltar atrás, ir a casa e trazer a minha make-up, mesmo que isso fizesse com que eu chegasse meia hora atrasada (ridículo, eu sei). Para além de me sentir feia, ainda me senti enraivecida pelo meu esquecimento.
Depois desta saga de pensamentos de caca que me ocorreram, apercebi-me – e culpo o yoga – ‘pó caraças, quem quer saber se eu não tenho maquilhagem? Eu sou mais do que um batom e um blush, sou um ser humano que merece ser valorizado e estou feliz com a minha vida, pelo que só pode ser um bom look!’. Ao mesmo tempo a minha mãe enviou-me uma mensagem a dizer “Não te preocupes, usa o teu melhor sorriso e estás linda!”
Na semana passada comecei a praticar yoga de novo e desde então comecei a olhar para a vida com outros olhos, a ter pensamentos mais positivos. Não vou deixar que as coisinhas pequeninas me estraguem o dia, se elas não são um big deal.
Eu sou bonita como sou, sou uma criatura maravilhosa e o meu sorriso é muito mais do que um blush, corrector de olheiras ou um batom da Chanel. E tu também.
Todos vós.
PS- Obrigada à minha bff que me tentou acalmar! 🙂


Today I left home without any make-up. Not a good look, if you ask me.
I’ve grown up being super feminine and vain, always watching my mum applying make-up and looking miraculously beautiful and flawless. In high school I was told off once or twice, by teachers,  because I had make-up on.
It was only until I moved to London that I was able to leave home without make-up to go shopping for groceries over the weekend. Me without make-up does not feel like me. 
More and more I am getting used to wear my fresh face to go places – which makes the boyfriend proud. Not that he has any issue with me wearing make-up whatsoever but he says I should leave my skin to breathe more often.
I am not used to go to work without make-up. It happened today because I left the bloody wonder bag at home. For moments (around an hour or so) I felt like my day was ruined. I felt the urge to go back home to grab my make-up bag even if that meant arriving half an hour late (ridiculous, I know). I felt anger inside and that I looked ugly AF.
After all this shit thoughts running through my mind, I finally realised – and I blame yoga for this – ‘fuck it, who cares if I don’t have make-up? I am more than blush and lipstick, I am a human being that is worth taking care off, and I am happy where I am now, that has to be a good look!’. At the same time, my mum texted me saying “Don’t worry, wear your biggest smile and you’ll look great!”
Since last week, I’ve started practising yoga again and I’ve started having a different view of life, more positive thoughts. I am not letting the little things that would spoil my day to do so, if they are not that big of a deal.
I am beautiful as I am, I am a wonderful creature and my smile is more than a blush and concealer and fancy lipstick. So are you.
All of you!
PS- Big thanks to my bff that tried to calm me down! 🙂