do more of what makes you happy

Acerca dos dias de sol e da boa disposição, voltei!
Venho partilhar a nova maravilha que estou a ler, o livro Happy da Fearne Cotton. Estou a adorar. Já a acompanho praticamente desde que vim para cá viver. Sempre gostei do seu estilo irreverente mas, mais do que isso, a sua boa vibe é contagiante. Ela foi locutora de rádio e  uma óptima companhia nos meus primeiros anos aqui.
Basicamente o livro fala de como aproveitar as pequenas coisas da vida. Parar um bocadinho, inspirar fundo, olhar à nossa volta e sentir os cheiros.
Acabei de passar o fim-de-semana em casa e este livro fez ainda mais sentido. Desde ver os sorrisos das pessoas, a sentir os raios do sol a penetrar a minha pele, aquela sensação perfeita do calor.
Aproveitar uma bebida bem feita, agridoce, com amigos fantásticos. Rir com vontade, vindo de dentro. O amor e conforto dos meus pais, do meu cordão umbilical, faz me feliz!
E a ti? O que te faz despertar a felicidade?

                                                                             

I’m back, loving these sunny days and happy vibes all around!
I’m coming to share my newest book discovery. I’m currently reading Happy by Fearne Cotton, and it’s great so far. I follow Fearne since my first weeks when I moved here (London). Always loved her irreverent style and her good vibes. Always felt that her happiness is contagious.
If you don’t know her, she used to be a radio DJ and it was great company to me.
The book is about enjoying the little things in life. To stop for a second, take a deep breathe, look around you and smell.
I’ve just been home for a weekend, and the this book just made even more sense. From watching people simply smiling, feeling the sunshine on my skin, the perfect warmth. Enjoying a good drink, sweet but sour, with lovely friends. Laughing out loud, from the inside out. The love and comfort of my parents. It keeps me happy.
What about you? What triggers your happiness button?
Screen Shot 2017-04-17 at 4.22.13 pm

Advertisements

Home #2

Oi! Finalmente tenho internet em casa e já posso voltar ao blog, a modos.

E hoje venho com ideias de decoração e com fotografias como tinha prometido. Já passou uma semana e eu, a cada dia gosto mais um bocadinho da nossa casa. Depois de passar alguns dias com caixas pela sala, sacos gigantes do IKEA e malas, já está tudo nos trinques e estou muito orgulhosa do meu lar.

Eu sinto que de cada vez que mudo de casa, começo a aperfeiçoar a técnica de empacotar e decorar o novo espaço. Da última vez que me mudei para uma casa a partilhar, o que eu tinha em mente era tornar o meu quarto o mais feminino possível – e com isto quero dizer que o rosa era uma cor dominante. Mas agora, a partilhar casa com o namorado eu tenho que manter esse feminismo nos detalhes. Já explico…

O meu objetivo é uma decoração minimal, mas com apontamentos engraçados, fofinhos e coloridos. Em cada espacinho da casa.

Então passemos ao quarto mais importante, aquele onde vou passar a maior parte dos meus dias: a sala e a cozinha open plan (sim, eu sou fina!).

  • Arranjem flores e ervas: para além de alegrarem o espaço e ficar super giro, elas cheiram tão bem. Eu optei por comprar manjericão e hortelã-pimenta em vasinhos fofos. Também comprei uma pequena Phalaenopsis (mais conhecida como Orquídea) no IKEA por menos de £5;
  • Velas por todo o lado: Sim, eu sou obcecada por velas e também arranjamos um difusor da AmbiPur, e uns incensos de Camden Town, para a casa estar sempre no ponto;
  • Detalhes coloridos: Sejam eles letras luminosas, peluches ou até um globo;
  • As conchinhas e búzios que temos nas janelas são uma lembrança de Brighton;
  • O relógio da cozinha: Eu nunca prestei muita atenção aos relógios na cozinha mas depois do meu namorado dizer que queria um, realmente faz um jeitão que ninguém imagina;
  • Outra coisa que ele queria era um candeeiro de pé para ficarmos na sala à média luz. Dá um ar tão fofinho à sala, obrigada 🙂

A decoração do quarto é um bocadinho mais desafiante. Ao mesmo tempo que o queres tornar o mais confortável possível, também não se vão dar muito ao trabalho pois nunca se passa assim tanto tempo no quarto. De qualquer das maneiras, o meu tem ali o cantinho da maquilhagem e aproveitamos para o iluminar com umas luzes giras e uma plantinha (Dracaena).

E basicamente é isto. À casa de banho e à entrada apenas arranjamos uns autocolantes para tornar o espaço um bocadinho mais pessoal.

Espero que tenham gostado 🙂

desktopdesktop1desktop2

img_0256

Hasta la vista, baby.

~EN~
Hey! Finally I am back to blogging as the internet is up and running in our new flat.

And today I am coming with decor ideas, and some pictures as previously promised. One week has gone past and I am loving our place more and more. After spending a few days between unpacked boxes, IKEA massive bags and suitcases, everything is in place now and it feels like home.

I feel like every single time I move, I have a new and improved technique of packing and then decorating my new place. Last time I moved to a room in flat share, I just wanted to make it as feminine as possible – I mean, pink was a dominant colour. But now, sharing it with my boyfriend I have to keep the feminine side refined to the details. I’ll explain…

So basically, my main goal was minimal decor, with funny, cute and colourful details. In every room of the house.

Let’s go the most important space, the one where I’ll spend most of my days: the living room & open kitchen (yep, I am fancy like that).

  • Get some flowers and herbs: they just brighten up the room and look super cute, plus they smell so good. I got myself some basil and peppermint in little pots. And we also got a Phalaenopsis from IKEA, for less than £5;
  • Candles everywhere: Yes, I love them too much, and we have some incense and some AmbiPur diffuser, to smell good at all times;
  • Colourful and bright details: Be it a light sign, or a toy, or a globe;
  • The seashells by the windows, they’re from Brighton as a souvenir;
  • Kitchen clock: I never really paid much attention to it, but my boyfriend mentioned it would be useful, and damn, he was so right;
  • He wanted to get a floor lamp to be with low light in the living room, when we are just chilling. Thanks to him, it looks super cute!

The Bedroom is a bit tricky. You want to make it as comfortable as possible, but you also know that you will not need a lot of work done as you won’t use it too much. Though mine has a little make-up corner and I’ve lighten it up with some cute lights and a Dracaena plant.

And that is about it, in the hallway and bathroom, we just added some stickers to turn it more personal.

I hope you guys enjoyed 🙂 – scroll up for more.

img_0256

Laters fellas.

Happy London Anniversary

large

A maior mudança da minha vida aconteceu há exactamente 5 anos atrás, quando me mudei para Londres. Nem preciso de dizer que não me arrependo do mais pequeno detalhe. Continuo a amar cada momento da minha vida cá, como se me tivesse mudado ontem.
Obrigada Londres por me receberes todos os dias de braços abertos, e obrigada a todos os que me apoia(ra)m. ❤

Façam um like na página do blog no Facebook 🙂

~EN~

The biggest change of my life happened exactly 5 years ago, when I moved to London. Needless to say I do not regret any little detail of my life here. Still loving every moment as if I moved yesterday.
Thank you London for welcoming me with open arms, and thanks to everyone that support(ed) me. ❤

Follow the blog’s Facebook page 🙂

 

Winter colours on Summertime

2016-09-13Nunca antes fiz uma review de um batom da Kiko. Mas, estão a ver quando encontram aquela cor que acerta que nem uma luva? É este! (E ok, eu continuo a amar o meu Please Me da MAC e o meu Nude-ist da Boujoirs)

Ora estava eu a passear pelo Funchal, num dia de calor intenso, e a minha mãe decidiu que queria comprar maquilhagem – sim, eu tenho a quem sair.

Como é da praxe, eu entusiasmo-me com estas coisas. E o engraçado é que me perco sempre nos batons.

Desta vez, apaixonei-me por este batom nude puxando um roxinho. Eu até nem sou muito de roxos, como o Heroine da MAC. Mas este nude… matou-me. Para começar é daqueles de super longa duração, que não se desvanesce facilmente. E depois é super cremoso, a textura é um mimo.

É o número 13, Cocoa e podem vê-lo aqui.

Estas cores mais frias, por norma, são usadas no Inverno. Mas eu quando gosto de uma cor de batom, uso-o quando bem me apetece.

Vou deixar umas imagens acima para verem o lindinho. E espero que gostem 😉

~EN~

I’ve never done a review on a lipstick from Kiko. But you know the feeling when you find that perfect colour that suits you no matter what outfit you’re wearing? Yes, this is the one! (Ok I still love my Please Me from MAC and my Nude-ist from Bourjois).

So, meanwhile walking around Funchal, in an extremely hot day, my mum decides she wants to go and buy some make-up – yes, like mother like daughter.

As usual, I always get excited about this stuff. Funny thing is that I always get lost in the same area – lipsticks!

This time I fell in love with this purplish nude. I’m not even too keen on purple lipsticks such as Heroine from MAC. This nude, though… For starters, it’s super long lasting on your lips and it does not smudge or faints easily. And its texture is super creamy, and one layer of it is enough!

It’s the number 13, Cocoa and you can find it here.

Usually these cold colours are more used on Winter time but, when I really love a lipstick I use it whenever I want.

I’ll leave some pictures above and I hope you like it 😉

smells like Madeira

20160821-170317

Olá, voltei de férias e deixei para trás a inspiração e o tempo para o blog. Mas calma que é temporário!

As minhas férias foram fantásticas e desta vez aproveitei cada momento para relaxar, dormir com vontade sem ter que me preocupar com os problemas do dia-a-dia.

Estar em casa preenche sempre o meu coração de coisas bonitas.

Infelizmente, presenciei uma situação desagradável com os fogos que abalaram a minha cidade e grande parte da ilha. Mas tenho que frisar que também presenciei uma força extrema dos madeirenses. Temos uns corações enormes, um optimismo brilhante e uma força para renascer das cinzas.

Nestas férias foi bom passar tempo com os meus novos amigos e conhecer um bocadinho mais deles, o meu agradecimento por me terem aceite tão bem!
Os papás também me fizeram bastante companhia durante estes dias… e comidinha fantástica, obrigadinha.

Nas minhas férias também acabei um livro que andava a arrastar há algum tempo – The two of us, de Andy Jones . Devo dizer que não foi das minhas leituras preferidas.
Em contra partida, comecei a ler o Home de Matt Dunn e estou completamente apaixonada. Recomendo vivamente!

Um beijinho e até à próxima, 🙂

~EN~

Hello, I came back from holidays and left behind time and inspiration for blogging. But I know it’s only a phase.

My holidays were awesome and I really took the time to rest and to chill. Actually sleep without having worrying thoughts on your head.

Being home always fills my heart with great things.

Unfortunately, I got to witness a very unpleasant period of wild fires in my hometown, that got us all very worried about our houses and family around the island. Though I also witnessed that our people are great, have good hearts, amazing optimism and strength to raise up after the crisis.

It was also great to get to know my new friends a bit better, and I am extremely grateful that they accepted me the way that I am!
My parents spent lots of time with me which is always amazing and… that good food, thank you for that!

I finished my old book on the plane on my way there. It was “The two of us” from Andy Jones. I know it has lots of good reviews but it made me lose the interest quite quickly, to be honest. Though I started reading “Home” from Matt Dunn, and I am loving it! Very easy to read and the plot is catchy!

See you next time, 🙂

Peace.

IMG_9187
Eu gostava de conseguir descrever a paz que senti na semana passada. Aquela que é sincera, carente e duradoura.

É uma paz que vem do bem e do além, e vem sem avisar.

Acho piada como a vida nos prega partidas e nos faz ver que a nossa felicidade não depende só de pensar positivo, ter sorte e dinheiro. Em algumas alturas – mais do que as que queiramos admitir – factores externos ao nosso ser têm muito mais importância na nossa felicidade, independentemente do que possamos fazer.

Dei por mim, numa praia paradisíaca, com os olhos fechados. Naquela minha bolha sentia a areia debaixo do meu rabo e a brisa do mar a me despentear o cabelo. O cheiro é de maresia, o barulho é o da rebentação das ondas e o sabor é o do beijo dele.

O sol abrasa-me os ombros mas a brisa faz me lembrar que ainda não estamos em Agosto. E sorri. Neste momento só meu. Mas sei que se não fosse pelo calor, pela proximidade do oceano, pela areia, por ele… eu não sorriria e a minha felicidade seria um bocadinho menor.

Vou-me lembrar desta sensação magnífica quando estiver em stress com o trabalho. E vou-me lembrar de todas essas sensações e do bem que me fizeram.

A vida vai sempre dar-te rosas com espinhos. Isto apenas para te fazer ver que quando cheiras aquela rosa sem picos, que a podes agarrar com força e fazer valer a pena! Obrigada.

~English~

I would like to describe the peace I have felt during last week. That peace that comes from a good place, that is sincere and long lasting. It does not tell you what time and date is arriving, either.

I think it’s quite funny that usually your happiness doesn’t only depend on your luck, income, and positive thinking. To be happy, sometimes, it doesn’t matter what you will do. External facts will define if you will or won’t feel that happiness in full.

I was in a paradise beach, with my eyes closed. It was me in my bubble. I could feel the sand under my bum and the sea breeze tangling my hair. It smells of sea, I can hear the waves in the sand and I can still taste his kiss.

The sun is burning my skin but the breeze cools me down. And I smile. In this moment that is only mine. The reason for it is the heat, the feel of the ocean, the sand and him. Without this I would have been a little less happy.

I will keep this sensations to myself when I am stressed at work. And I will remember how good it all made me feel.

Life will always give you roses with thorns. So when you smell that rose without any thorns, you can hold it tight and make it worth! Thank you.