Digital Detox in a cabin getaway

I was about to write “Last month I got away”, lies… it happened in September. 2020 is so weird that it’s going by so slowly, but at the same time, it’s November already…

As I was about to say, if you follow me on insta (if not, check it out) you probably know that I’ve gone for a digital detox. Me and the fiancé have picked up a cabin in the woods in Cotswolds and we couldn’t have chosen better.

We’ve been to the Cotswolds 2-3 years ago for a one-day visit and absolutely adored it. This time we’ve stayed in an airbnb in the middle of Forest of Dean. The cabin had a superb view of the forest and it’s ideal if you just want to have a rest, unplug and reconnect with mother nature.

Every day we’ve gone for a forest walk and in every walk we got lost, but that’s ok, that’s exactly what we were trying to achieve. We needed a break from the chaotic work, not leaving the house, social media…

In the super cosy cabin, we spent hours by the fire pit, just sharing stories and listening to the wind in the trees and the owls. Do you know those sleeping apps sounds? This is exactly what I’m talking about!

Ah and I nearly forgot to tell you about the animals. Whilst walking around all the fields surrounding the cabin were full of sheep, which made adorable pictures ❤ The cabin owners had not only a donkey and a sheep BUT also a chicken and a dog that came to visit every day! So adorable.

I could have not picked a better destination (you know, considering the pandemic, had to be in the UK) to do this. You can find this lovely cabin here.

I hope you have a lovely rest of your Sunday, a happy week ahead and if you are in the UK that the upcoming lockdown is not too hard on yourself. Keep safe 🙂 x

PT

Ia começar a escrever “no mês passado”, mas é mentira. Aconteceu em Setembro. 2020 é um ano tão estranho que ao mesmo tempo que demora tanto tempo a passar, de repente já é Novembro.

Como ia a dizer se me seguem no instagram (se não, vejam aqui) se calhar já sabem que eu desliguei um bocadinho das redes sociais. Eu e o noivo escolhemos uma cabana maravilhosa, no centro duma floresta nos Cotswolds e não podíamos ter escolhido melhor.

Já tínhamos visitado os Cotswolds há uns 2-3 anos atrás e tínhamos gostado muito, apesar de ter sido só uma visita de um dia. Desta vez, escolhemos um airbnb no meio da Floresta de Dean. A cabana tinha uma vista soberba da floresta e é perfeita se estão à procura de um cantinho para desligar, descansar e reconectar com a mãe natureza.

Todos os dias passeámos pela floresta e em todas estas caminhadas, perdemo-nos. Mas tudo bem, era exactamente esse o intuito. Precisávamos muito de uma pausa do trabalho caótico, não sairmos tanto de casa, das redes sociais…

Nesta cabana super fofa, passámos horas em frente à lareira, só a partilhar histórias e a ouvir o som do vento nas árvores e das corujas. Sabem aquelas aplicações com sons para adormecer? É mesmo disso que estou a falar!

Ah e quase que me esquecia de falar dos animais. Enquanto passeávamos, nas redondezas da cabana, todos os campos tinham montes de ovelhas, super fofinhas ❤ Os senhorios não só tinham um burro e uma ovelha bem como uma galinha e um cão que nos vinham visitar diariamente! Adoráveis.

Não poderíamos ter escolhido um destino melhor (considerando a pandemia e o quão complicado é viajar para fora do UK) para fazer este detox. Podem encontrar esta cabana linda aqui.

Espero que o resto do vosso Domingo seja bom, tenham uma óptima semana pela frente e que se mantenham seguros 🙂 x

Bali Must-See! (2/2)

Hiiiya! Welcome to post #2 of Bali, been a long time coming (2 years) but here we are 🙂
If you’ve missed the previous one you can check it out HERE.

Oláááá! Sejam bem-vindos ao post #2 de Bali, eu sei 2 anos depois, mas who cares? 🙂
Se não sabem do que falo, vejam AQUI.

Uluwatu:
One of our first tourist sightseeing spots was the Pura Luhur Uluwatu (Uluwatu Temple). This sea hindu temple is located on the edge 70-metre cliff where you can watch balinese dances and celebrations that happen during the sunset. I can’t even begin to describe how breathtaking is the view.

I cannot stress this enough, but please please be careful with the monkeys. I know I have pictures with monkeys on my lap and on my head, but these were not staged. They simply bounce to you and snatch your belongings. In Padang Padang Pantai (Padang Padang Beach) an aggressive monkey snatched my sunglasses and I’ve never seen them again. Once it happens there’s little you can do.
However, do not allow this to stop you from enjoying – this was the best beach we’ve been to, so dreamy! ❤

One of the beaches that we’ve visited the most (pretty much every day) was Bingin Pantai (Bingin Beach) because of its proximity to our hotel. If I close my eyes I can easily picture the waves and the sense of freedom it gave me. 

In Uluwatu we also went to Nusa Dua Pantai (Nusa Dua Beach) that has everything to be a paradise beach if you manage to ignore the plastic in the sea – it is quite sad.

Enough about beaches and let’s jump into the most relaxing activity we’ve done. I’m talking about the massages. I can’t tell you how great these were and we’ve had 2 (one at the beginning of our trip and another one on our last day) and I definitely recommend a balinese massage. You’ll leave the spa feeling like jelly!
We’ve visited the U.Spa, in Uluwatu, recommended by the owners of Batu Bali (see previous post).

32556528_2147206928836338_3968515284326678528_o

Um dos primeiros locais turísticos que fomos foi ao Pura Luhur Uluwatu (Uluwatu Temple). É um templo hindu localizado no topo de um penhasco a 70-metros do mar, onde podem observar as danças balinesas e celebrações que acontecem ao pôr-do-sol. Nem vos consigo descrever o quão boa é esta paisagem!

Um ponto muito importante que devem ter um especial cuidado é com os macacos. Eu sei que tenho fotografias com macacos no meu colo e em cima da cabeça e garanto-vos que eles não estavam a fazer pose. Simplesmente saltaram-me para cima e roubaram-me os meus óculos de sol. Isto aconteceu em Padang Padang Pantai (Padang Padang Beach) e eu nunca mais os vi (aos óculos). Uma vez que isto acontece há pouco que podem fazer.

De quaqluer das maneiras não deixem que isto seja um factor decisivo para não irem a esta praia – foi a mais bonita onde estivemos! ❤

Uma das praias que mais visitamos, dada a proximidade do nosso hotel foi a Bingin Pantai (Bingin Beach). Se fechar os olhos consigo imaginar as ondas e a sensação de liberdade que me dão.

Em Uluwatu, fomos também à Nusa Dua Pantai (Nusa Dua Beach) que tem tudo para ser uma praia paradisíaca se conseguirem ignorar a quantidade de plástico no mar – é triste.

Bem, chega de praia e vamos passar à actividade mais relaxante que fizemos. Estou a falar das massagens! Não consigo dizer o quão boas são (fizemos uma no início da nossa viagem e outra no último dia) e eu recomendo vivamente a Massagem Balinesa. Vão sair de lá a parecer gelatina, molinhos!

A nossa escolha foi o U.Spa, em Uluwatu, recomendado pelos donos do Batu Bali (ver post anterior).

Screenshot 2020-03-07 at 9.09.23 am

Ubud:
The highlight of our Bali trip was the Sunrise Trekking where we hiked through Mount Batur. This activity is based in Ubud and the start is around 4AM, so you reach the top of the Mount moments before the sunrise. It wasn’t extremely hard to do, I highly recommend because to say you’ll feel at the top of the world is an understatement. It takes a while to go up and down but we’ve used the Diamond Tours company who provided us with food and drink throughout the trekking and we’ve had a wonderful time. Plus, you get to see very friendly monkeys throughout the journey.

We’ve also had one day tour in Ubud. During that day we’ve started by visiting the Mandala Suci Wenara Wana (Sacred Monkey Forest Sanctuary) where you can observe thousands of Monkeys in their own habitat, running freely.

Straight after our guide dropped us in the Ubud Art Market & Palace so we could get some souvenirs and take some amazing pictures and experience the balinese life closer to locals.

We’ve also got to see the rice fields and the coffee plantations (as well as the Luwak Coffee that I mention in the tips in my previous post) and I’ve got to say that I was completely “blindly sold” the image of nature through instagram pictures and all that. They are beautiful, however there’s ton of hotels around it and a lot of construction sites. For you to be able to take an instagramable picture you have to carefully position your camera so you won’t get any of the less pleasant sites view.

We ended up in Pura Tirta Empul (Hindu Balinese Water Temple) where we’ve done the purification ritual and I can tell you that following the massages, this was where I felt more at peace with myself. It is magical.

Sem sombra de dúvidas que, o ponto alto da nossa viagem a Bali foi o Sunrise Trekking, quando caminhamos pelo Mount Batur, chegando ao topo quando o sol finalmente nasce. Esta actividade começa por volta das 4am, para conseguirmos chegar ao topo da montanha segundos antes do nascer do sol. Não considero extremamente difícil, até para mim que nunca fiz nada do género antes. É, sem dúvida, o que eu recomendo a qualquer pessoa que vai a Bali, porque senti-me mesmo no topo do Mundo. Terminamos por volta da 1pm, mas vale super a pena. Nós usamos a Diamond Tours, que nos providenciou um guia e pequeno almoço com café quente. E preparem-se para serem presenteados com macaquinhos ao longo da viagem para baixo.

Ainda tivemos oportunidade de fazer uma tour de um dia por Ubud. Começando por visitar a Mandala Suci Wenara Wana (Sacred Monkey Forest Sanctuary) onde podem observar os macacos no seu habitat natural 🙂

Visitamos também o Ubud Art Market & Palace para comprarmos lembranças incríveis e estar um bocadinho mais próximo da vida balinesa – estas pessoas são absolutamente fascinantes.

Claro que tínhamos que tirar um bocadinho para passar pelas plantações de arroz e de café (como o Luwak Coffee que mencionei no meu post anterior, aqui) e tenho que confessar que fomos enganados pelo instagram. Basta pesquisarem por Ubud no instagram e aparecem paisagens de perder de vista a campos maravilhosamente cultivados. Só que.. não é bem assim, por toda a parte desses campos cultivados estão montes de hotéis em construção, lojas de comércio, etc. E não era, sinceramente, isto que eu estava à espera.

Acabámos no Pura Tirta Empul (Hindu Balinese Water Temple) onde fizemos o ritual da purificação e posso dizer-vos que depois das massagens que levámos, foi o que mais me deixou em paz comigo mesma. É mágico.

As previously mentioned, I’d love you to check our Cheers 2018 video from Bali and let me know what you think! // CLIQUEM AQUI para ver o nosso vídeo dos Brindes 2018 em Bali!

I’ll see you around 😎 / Vemo-nos por aí 😎

32661376_2146391165584581_3876071752572338176_o

Bali Must-See! (1/2)

I have a tendency to post about my travel a year after I return to London. I don’t know what get’s to me, call it holiday blues.

This year, unfortunately, there is no long haul flights on the horizon as per the 4 weddings and a christening that we have abroad (yep, I am completely aware that this could well be a movie name). I must say besides being super excited for the events, I’ll get to know places I’ve never been such as Bordeaux and Seville and some of Portugal’s little towns! 🙂

Without further delay, please *drumrolls* I give you… Bali ❤ (I’ve decided to divide this post in 2 as it was super long, so you gotta stay tuned for the “what to do” that’ll be coming soon!)

Eu tenho uma tendência para fazer posts acerca das minhas viagens sensivelmente um ano após voltar a Londres. Não sei bem porquê, mas se calhar é da nostalgia e dos holiday blues.

Este ano, infelizmente, não haverá voos de longo curso devido aos 4 casamentos e o baptizado que temos fora – quase lembra um nome de filme, certo? Para além de estar super entusiasmada pelos eventos, tenho a dizer que mal posso esperar para conhecer estas cidades fantásticas como Sevilha e Bordéus, bem como algumas aldeias de Portugal! 🙂

Bem, sem mais demoras, (inserir o som dos tambores aqui) trago-vos… Bali ❤ (Tomei a liberdade de dividir este post em 2 pois estava super longo, por isso continuem a ler o blog para saberem “o que fazer” em Bali, o próximo post sairá em breve!)

IMG_1045

Where to sleep:
Sal Secret Spot was the hotel we chose to spend our lovely week in paradise. This hotel has 2 buildings that are 15-min walk from each other.  We’ve spent 3 days in the Resort building, where you have access to the swimming pool and the bar and the remaining days in the Beach building where you have the wave-watching suites.
The hotel is lovely, the swimming pool is dreamy and the mojitos are tasty!
Obviously the days we’ve spent in the sea view suites was greater as you fall asleep and wake up to the sound of the waves. Magical!

Due to maintenance works in our swimming pool, we got to also enjoy Boho Bali’s swimming pool and it also looked like a good alternative to stay in Uluwatu.

Onde ficar: 
O hotel que nós escolhemos para passar a nossa semana foi o Sal Secret Spot. O hotel tem 2 localizações que estão a 15-min a pé uma da outra. Passámos 3 dias no resort onde tínhamos acesso à piscina e também ao bar, e o resto dos dias foram passados na residência da praia.
O hotel é super amoroso, a piscina é absolutamente genial e os mojitos são deliciosos!

Obviamente preferimos os dias em que passámos na suite da praia, pois éramos embalados (e acordados) pelo som das ondas do mar. É mágico!

Devido a trabalhos de manutenção na nossa piscina, também tivemos a oportunidade de aproveitar a piscina do Boho Bali e pareceu-nos uma óptima alternativa para ficar em Uluwatu.

 

Where to eat:
Our favourite restaurant was Lucky Fish, located in Bingin Pantai (Bingin Beach). You eat the freshest fish and seafood and it’s super cheap. Also, if you visit this restaurant to have dinner, you’ll get to eat in a table placed in the sand!

Other restaurants we recommend (all based in Uluwatu) are Breeze, Yeye’s (for great fish) and Outside Corner Organic Cafe (great salad bowls).

We’ve discovered Batu Bali by chance. It looked like such a cool place to have a pre-dinner drink and the food is amazing! It’s not the cheapest but the ambience is worth it!

In the heat of the moment, we went for a drink in a nightclub called Single Finn. We went by night time however found out it’s a great spot for you to watch the sunset. I definitely recommend you checking this out!

Onde comer:
O nosso restaurante preferido foi o Lucky Fish, que fica em Bingin Pantai (Bingin Beach). Aqui podem provar o peixe e o marisco mais fresco e é super barato! Ah, e se jantarem têm a hipótese de comer numa mesa na areia!

Outros restaurantes que recomendamos (todos em Uluwatu) são o Breeze, Yeye’s (os dois para peixe fresco) e o Outside Corner Organic Cafe (saladas).

Descobrimos o Batu Bali por acaso. Pareceu-nos ser um óptimo sítio para pararmos para uma bebida antes do jantar mas a comida deles também é soberba! Não é o sítio mais barato mas o ambiente vale a pena!

No calor do momento, fomos tomar um copo a uma discoteca chamada Single Finn. Fomos depois de jantar mas descobrimos depois que este é um local de eleição para se ver o pôr do sol. Recomendo vivamente!

 

Top tips:

  • If you have a license (not that you necessarily need one, as they won’t care much about it) you need to rent a motorcycle – it’s a magical freedom to get to see these beautiful views from a bike and if I remember correctly we paid nearly GBP10 for 7-days rental!
  • I adore my coffee, I love a great espresso and I truly appreciate it… however when I visited the Luwak Coffee I was super disappointed. We have a truly open mind and it’s not the fact that they poo the coffee, it’s just the taste itself, it’s super bitter and I wouldn’t recommend (but if you are curious like us, obviously you should go and check it out!)
  • Monkeys will steal your belongings and is not a joke. They’ll take away your sunglasses and cameras – I’ve seen it happening to me (next post).

⭐ And if you didn’t get enough of me and Bali and the stunning views of paradise, check out our Cheers video of 2018.

(We’ve done something similar back in 2017, when we were in Riviera Maya – check it out here.)

Stay tuned 😎 soon I’ll be posting “where to go” in Ubud and Uluwatu!

Dicas:

  • Se têm carta de condução (não que eles vos peçam a carta, necessariamente) têm que alugar uma mota – é uma liberdade mágica ver as vistas de Bali em cima da mota e se me lembro correctamente acho que pagamos quase GBP10 por 7 dias de aluguer!
  • Eu adoro café, gosto de provar um óptimo expresso e aprecio bastante… mas quando fui visitar o Luwak Coffee fiquei extremamente desapontada. Temos uma mente extremamente aberta e não é o facto de os felinos evacuarem os grãos de café, é mesmo o sabor, é super amargo e eu não recomendo (mas obviamente se têm curiosidade, como nós, deviam experimentar!)
  • Os macacos são ladrões e vão roubar os vossos pertences – aconteceu-me a mim (conversa para o próximo post).

⭐ E se ainda não se fartaram de mim e do quão bonitas são as paisagens paradisíacas de Bali, vejam o nosso vídeo dos Brindes de 2018.

(Fizemos algo semelhante quando fomos à Riviera Maya, em 2017 – vejam aqui.)

Fiquem por aí 😎 brevemente irei postar “o que fazer” em Ubud e Uluwatu!

IMG_6370

Tulum must-see!

Following the our Mexican adventure, we jumped to Tulum – a little gem!
On our first day in Tulum, straight outta Playa del Carmen we were a bit shocked. This was due to the lack of people, cars, everything was next level chilled. Took us a while to find out that this was one of the most relaxing places we’ve been in our life.
No seguimento do post anterior, vamos dar continuidade à nossa aventura mexicana e trago-vos aqui: TULUM, o paraíso.
Não vou negar que no nosso primeiro dia em Tulum, acabadinhos de vir de Playa del Carmen, sentimos algum desconforto e choque. Esta cidade é completamente diferente da anterior, com muito menos pessoas nas ruas, carros, tudo é um relaxamento elevado ao máximo. Custou um bocadinho a habituar-nos à realidade de que este seria o sítio mais relaxado que alguma vez visitámos.

Where to go:
You NEED to visit the Cenotes. Definition by Google: a natural underground reservoir of water. There are some secret Cenotes that you’ll need to ask the locals to help and guide your way. They’re beautiful underground pools, where you can dive for 3 metres – if you’re brave (as in not me). And they’re full of little friends called bats. Yep.

When in Mexico, if you miss checking Chichén-Itzá out it equals to going to London and not seeing Big Ben (or going to Rome and not seeing the Pope). It’s so beautiful, we took a day trip there to explore all the Mayan Ruins in there.

Adding to these two highlights, Tulum is freaking beautiful.

16300120_1918620391694994_6103004552622285615_o16143381_1918620775028289_3835172694821500674_o16252069_1918616108362089_6414221538287016779_o16177503_1918617555028611_33836896808995208_o

Onde ir:
Têm mesmo que visitar os Cenotes. O Google diz que é uma cavidade natural com águas subterrâneas. Alguns dos Cenotes são secretos, e vão ter que pedir ajuda aos locais para vos ajudar a lá chegar. São piscinas interiores, em que se pode fazer mergulho até 3 metros, se forem corajosos (não como eu). E estão rasos de pequenos amiguinhos chamados morcegos. Yep.

Quando no México, se não forem ao Chichén-Itzá é como ir a Londres e não verem o Big Ben (ou ir a Roma e não ver o Papa). É tão bonito, nós tirámos um dia para lá ir e explorar as ruínas maias.

Para juntar a estes dois pontos altos, Tulum é verdadeiramente bonito.

 

Where to eat:
You reaaaaaally have to go to Parrillada Tulum (I suggest all vegans to close this blog post in 3…2…1…) I swear on my life that you can’t imagine the smoothness of these meats! Simply divine.

In regards food, it’s all around the same, spicy sauces, nachos, guacamole….

16252369_1918618038361896_5685843313149099223_o

Onde comer:
Pelo amor da Santa, vão à Parrillada Tulum (aconselho todos os vegans a fechar este blog post dentro de 3…2…1…) juro, não estão a perceber a dimensão destas carnes! Divinal. (foto acima)

Tirando isto, quanto a comida, anda tudo à volta do mesmo… dos molhos picantes, aos nachos, aos guacamoles…

Where to sleep:
We decided to stay in Casa Santiago, a little residence, with just a few rooms in a very quiet area of Tulum. The silence there was magical ❤
The swimming pool is medium, but enough for the amount of rooms.
The highlight of this place for me was the breakfast with homemade cakes, baked by the owner of the hotel! Yum!
16300294_1918619278361772_3054609150218172728_o

Onde ficar:
Em Tulum, escolhemos ficar na Casa Santiago. É uma pequena residência, com poucos quartos, com o maior silêncio de sempre. Super sossegada! ❤

A piscina é média, suficiente para a quantidade de quartos que tem.
A minha parte preferida foi sem dúvida o pequeno almoço com bolos caseiros, feitos pelo dono do hotel! Yum!

Flight back home:
Despite of being Air France staff at the time, I’ve never been particularly treated in this airline, with the exception when I was on duty.
The service is average, the food…meh, it wasn’t cool. – I bet that this being our return journey from such a wonderful place could have played its part, but we were not treated with the same care and attention as we got from Virgin Atlantic.

Voo de regresso:
Apesar de na altura eu ser staff da Air France, nunca fui extremamente bem tratada nesta companhia aérea, a não ser quando viajei em trabalho.
O serviço é razoável, a comida… meh, não foi fixe. – Acredito que o facto de ser o regresso a casa depois duns dias tão bons poderá ter influenciado, mas não fomos tratados com o mesmo carinho que na Virgin Atlantic.

Top tips:
– Make sure you have your valid Driving License to hand or they’ll refuse to rent you a motorcycle. We’ve rented a car and it was just fine to check out the coolest Cenotes (as I bet you can tell);
– I’ve said before but I will say a thousand times more if that’s what it will get you to see all the Cenotes you can! You can’t miss them!

Dicas:
– Têm mesmo que ter uma carta de condução válida à mão ou eles vão recusar-se a alugar-vos uma moto. Nós alugámos um carro que foi perfeito para visitar os Cenotes mais catitas (nota-se?);
– Como disse antes, e volto a repetir as vezes que forem necessárias, têm que visitar os Cenotes! A sério, não podem perdê-los.

16143536_1918617008361999_6428898742203312686_o

My mind is telling me yes

but my body, my body is telling me NOOOOOOO-oooooh!

So one comes back from holidays, after 1 (short) week, 2 massages, a birthday, a vulcano trekking and swimming in the ocean… to be bloody slapped by this great deal of jet lag.
I swear on my life that I’ve never ever been through something like this! And I thought so, when I went to Miami or Delhi. But nope. On Monday I woke up at 3:30AM – 10:30AM in Bali (normally we would wake up around that time). How do you fall asleep after that? When your brain is super awake but your body is dead. How do you get any work done with blurry vision and feeling nauseous?
As if the holiday blues are not enough, I have to deal with this.
Yesterday I’ve started to handle it slightly better (woke up at 5AM, yay!), and today I think the jet lag is finally leaving my body (6:20AM waking up time).
I have so much to share! So stay tuned, and I promise you I will not take a year and a half to talk about Bali ❤
Hope you all have a wonderful week.

A pessoa volta de férias, depois de 1 (curta) semana, 2 massagens, um aniversário, uma escalada de um vulcão, e nadar no oceano…para ser bofeteada com uma porrada de jet lag.
Juro, pessoas, que nunca antes passei por uma coisa igual! E eu achava que sim, quando estive em Miami ou em Delhi. Mas não. Na segunda-feira acordei exactamente às 3:30AM – em Bali eram 10:30AM (a pessoa quando está de férias só acorda antes das 10AM se tiver que ser). E depois dorme? E trabalha com um cabeção que vai daqui até à lua?
É que já não bastava a tristeza pós-férias/regresso ao trabalho, ainda tinha que aturar isto.
Ontem a coisa começou a correr melhor (acordei às 5AM, yay!) e hoje já estou nos trinques (6:20AM a hora do despertar).
Eu voltarei com tanto, mas tanto para partilhar! Fiquem por aí que eu prometo que não vou levar mais um ano e meio a escrever sobre Bali. ❤
Uma óptima semana para todos.
youre-jet-lagged-from-your-holiday-life-must-be-so-hard

Playa del Carmen must-see!

It has been a while since we’ve been to Mexico. It was for my 27th birthday, on January last year. Is never late to reminisce about the good times.
We’ve visited two towns of the Riviera Maya, which I’m about to give you a little taste, but I highly recommend you visit them – they are absolutely breath taking!
Brace yourselves 🙂

Já faz algum tempo – leia-se muito – que fomos ao México. Foi para o meu 27º aniversário, em Janeiro do ano passado. Mas nunca é tarde para relembrar os bons momentos.
Nós fizemos questão de visitar 2 cidades da Riveira Maya, que eu já vos vou mostrar de seguida. Mas, sinceramente não há foto que consiga demonstrar tamanha beleza, têm mesmo que visitar!
Preparem-se 🙂

Flight out:
We flew to Cancún on a direct flight from London with Virgin Atlantic, who were very lovely and upgraded us to Premium Economy – it may have helped that I was staff (sorry!) and that it was my birthday the day after. The trip was amazing, food and drinks on board were on fleek and the service was spotless!

Voo de ida:
Viajámos para Cancún, num voo directo de Londres com a Virgin Atlantic, que foram uns fofos em nos fazer um upgrade para a cabine de Premium Economy – se calhar ajudou o facto de eu ser staff (desculpem lá!) e de ser o meu aniversário no dia seguinte. A viagem foi excelente, as bebidas e as refeições a bordo estavam no ponto e o serviço foi excepcional!

IMG_4437IMG_4452

Where to go:
The highlight of our Playa del Carmen tour was without a doubt the our trip to Cozumel.
Cozumel is a beautiful and small island 45-min away from Playa del Carmen port, and we’ve spent the day in there. Mainly snorkelling around the coral reef and driving a scooter around the island.

Onde ir:
O ponto alto da nossa aventura em Playa del Carmen foi sem dúvida a nossa viagem a Cozumel.
Cozumel é uma ilha pequenina e muito catita a 45 minutos de barco de Playa del Carmen e passámos lá o dia. Passámos a maior parte do tempo a fazer mergulho à volta da barreira de coral e a passear de moto à volta da ilha.

Also, Playa del Carmen in general is bloody pretty! Check it out.
Playa del Carmen, no geral é lindo! Vejam só.

16178796_1918621091694924_2343489308263481939_o16252442_1918619571695076_6256715969036181708_o

Where to eat:
After getting around Cozumel, we’ve stopped in Coconuts Grill and Bar, where I had this amazing fresh fish and he had seafood. But I mean, even if we were served no lunch… look at this view!

Onde comer:
Depois de andarmos às voltas em Cozumel, parámos no Coconuts Grill and Bar, onde comi um peixinho fresco maravilhoso e ele marisco. Mas mesmo que passássemos fome, vejam-me esta paisagem!

IMG_040216179477_1918619355028431_6039304555176990967_o

Our best meal during the whole trip was in Alux (in Playa del Carmen), a magnificent and massive restaurant inside a cave. Yep you heard me. They also have their own Cenote inside (will speak about them in my next post regarding Mexico). The food was five stars and their wine cave, where you pick what you would like to drink is superb. A nice treat during our holiday.

A nossa melhor refeição durante toda a viagem no México foi no Alux (em Playa del Carmen), um restaurante gigante e magnífico dentro de uma gruta. Sim, leram bem! Eles têm ainda o seu próprio Cenote (falaremos deles mais à frente no próximo post acerca do México). A comida estava 5 estrelas e tinham ainda a sua própria gruta de vinhos, onde podem escolher o vinho que querem beber – superbo! Uma óptima maneira de nos mimarmos durante estas férias.

Where to sleep:
We’ve stayed in Luna Blue Hotel, very close to the Quinta Avenida (the main avenue in Playa del Carmen, with a similarity to the 5th Avenue). This Caribbean-style boutique hotel, has it’s own little trees, creating a super intimate and nature vibe. The bar serves the best margaritas – be careful, or once you know you’re dancing with the mariachis. And we got upgraded to a suite, with our own hammock in a cozy balcony. Couldn’t recommend more.

Onde ficar:
Ficámos no Hotel Luna Blue, a poucos metros da Quinta Avenida (à semelhança da 5th Avenue em Nova Iorque). Este hotel boutique com estilo caribenho, tem as suas próprias árvores, criando um ambiente de floresta tropical privada. O bar serve as melhores margaritas – cuidado aqui, ou quando derem por vocês estão a dançar com os mariachis. E ainda fomos upgraded para uma suite, com a nossa cama de rede numa varanda mega fofinha. Recomendo vivamente! 

Top tips:
– Even if you don’t stay in this hotel, you got to go to the bar and try the Margaritas. They are the best and the atmosphere in the bar is brilliant;
– Have as many Ceviches as you can, I guarantee you’re going to miss it;
– Enjoy the guacamole and nachos, they come with every greeting when you arrive to ANY restaurant.

Dicas:
– Mesmo que não fiquem neste hotel, têm que ir ao bar e experimentar as Margaritas. Elas são as melhores e o ambiente do bar é fantástico;
– Experimentem Ceviches sempre que possam, posso garantir que vão sentir saudades;
– Aproveitem o guacamole e os nachos, eles são servidos como entrada em TODOS os restaurantes.

16179662_1918616671695366_1066098301282739032_o
Click here for more pics.
Cliquem aqui para mais fotos.