How to nail job interviews?

Screenshot 2019-05-06 at 10.14.48 am

I’m no expert here, don’t be fooled. But, as I’ve said here and here, I’ve had quite an experience with job interviews. To be precise, I’ve been to nearly 15 of them during this 2-month never ending period.

Today I bring you some tips that helped me out when answering questions, how to follow up and much more. They’ve turned out to be extremely effective in my case as I’ve been offered 3 jobs – I must have done something right.

I love creating excel sheets to organize my life, so these came in handy when I was planning my job search. On my excel sheet I had written down the company name, what type of job I was going for in there, what was my first impressions, salary and then how I felt the interview went, feedback from them, next steps and a “when to follow up” date.

Still on the excel sheets, it was very helpful to create a pros and cons list when I got offered a couple of (completely) different positions that I was pretty much torn about. I’ve listed down: type of company (big, small, start-up, international, etc), salary, location, reviews on Glassdoor. 

You can never be “too prepared” for an interview, so do all the research you can! Not only looking up the company website, but also check the news section on Google and type their names, look them up on Instagram and Twitter to see what they are likely to share. This will give you a better inside of what’s the company like. Better safe than sorry!

Always (and I mean ALWAYS) follow up. If you’ve applied for a job you really want, and it has been 2-weeks and you haven’t heard from them, drop that HR department an email. After an interview ALWAYS follow up with an e-mail “It was lovely to meet you today, I look forward to hearing from you” – it’s proved that recruiters are more likely to hire you when you follow up!

Also, when you have a negative response, always reply. Do not leave that black cloud raining on your inbox. Reply, archive and move on. Be nice: “Thank you very much for your quick response, I’d like to thank you for taking the time to getting to know me and going through my interests and aptitudes.”

Let me know if you’d like any more tips on a particular topic and I’ll be happy to help 🙂 I’ll see you soon!

🇵🇹

Não estou a dizer que sou uma expert em entrevistas, não se deixem enganar. Mas, como disse aqui e aqui, ganhei alguma experiência com entrevistas de emprego. Para ser mais precisa, fui a quase 15 entrevistas durante este longo período de 2 meses. 

Hoje trago-vos algumas dias que foram uma ajuda preciosa a preparar as minhas respostas, como “pedir feedback”, etc. Dado que me foram oferecidas 3 posições, eu considero que estas dicas ajudaram – alguma coisa devo ter feito bem.

Eu adoro criar páginas de excel para organizar a minha vida, e estas foram extremamente úteis quando estava a planear a minha procura de trabalho. Na folha de excel escrevi o nome da empresa, o tipo de trabalho que estava à procura, quais foram as minhas primeiras impressões, o salário e posteriormente o que senti pós-entrevista, o feedback da empresa, quando fazer follow up e os próximos passos.

Ainda no tema das folhas de excel, criei uma lista de pontos a favor e contra. Foi uma ajuda preciosa, dado que me foram oferecidas posições (completamente) diferentes e estava bastante dividida. Eu listei: tipo de empresa (grande, pequena, start-up, internacional, etc), salário, localização, opiniões no Glassdoor*.

Nunca se está “demasiado preparado” para uma entrevista, por isso façam bem a vossa pesquisa! Não só visitem o website da empresa, mas também a secção de notícias do Google, procurem pela empresa, e pesquisem também as suas páginas do Twitter e Instagram para verem quais são os tipos de interesses que têm. Esta dica vai dar-vos uma melhor ideia de como a empresa funciona. É melhor prevenir do que remediar!

Sempre (e eu quero mesmo dizer SEMPRE) façam o acompanhamento (follow-up). Se se candidataram a um trabalho que querem mesmo e já passaram duas semanas desde o último contacto, mandem um email para o departamento de recursos humanos a pedir um update. Depois duma entrevista, enviem SEMPRE um email “Gostava de lhe agradecer pela reunião de hoje, estou agradecida por tê-la conhecido e fico atentamente à espera da sua decisão em relação à minha candidatura.” – Está comprovado que é mais provável os recursos humanos contratarem alguém que tenha enviado um e-mail após uma entrevista!

É também importante enviar um email de acompanhamento após uma rejeição. Não deixem essa nuvem negra a chover na vossa caixa de entrada. Respondam, arquivem e bola pra frente. Sejam simpáticos:  “Obrigada por ter dispensado o seu tempo para rever a minha candidatura e discutir comigo os meus interesses.”

O que acharam? Se quiserem mais dicas acerca de algum tema específico, digam-me e terei todo o gosto em ajudar 🙂 até à próxima!

*não tenho a certeza se o Glassdoor funciona em Portugal, mas no UK é um site/app onde se podem publicar opiniões acerca duma empresa onde já trabalhamos e é uma ajuda incrível na procura!

Advertisements

c h a n g e

Hello you and you too!

Welcome to the renewed blog.
If you’ve been around for a while you may have noticed that I’ve changed the colours around. It is the first time that I’m doing (nearly) everything on my own, so it might not be perfect but… IT’S MINE! 🙂 – thanks to Bartosz for the precious help with the profile pic!
(Also, it may not look like anything special to you but it took a lot of hard work to get here.)

I don’t really know where to start but I got news! I’ve got a new job ⭐
I would like to share the experience of being unemployed at 29 and all the up and downs I’ve encountered during this journey. I am not, in no way, shape or form, a lifestyle influencer (instead of a fashion or beauty, are you following?!)  but I got to admit that I’ve gained some experience with all the interviews I’ve attended and became a pro on sudden mood swings.

It’s quite natural for humans to feel threatened by change. It’s when you think you got you’re life sorted and then someone changes the plans. We spend our whole lives creating habits and routine in order to make it easier to proceed with the most mundane tasks. Suddenly, it all changes. And now what?

In Portugal we say: First it amazes you, then it gets into your veins” (Fernando Pessoa). 
It was nearly 2 months of an extensive and intensive search. A lot of days where I woke up with the biggest dreams and then I’d watch them being crushed by the end of the day. But it also was a lot of frustrating days and a lot of good things happening at the same time.
So I just want to share that I’m ok, very very happy and the following posts (besides having to post about Bali – I love that my travel posts are always released a year after the journey, but who’s counting?!) I will be giving you tips on how to search effectively and being productive during your job haunt and will try to help one of you in a time of need.

Stay tuned for the next chapter… 🙂

🇵🇹

Oláááá! Bem vindos ao blog renovado.

Se já estão por aqui há algum tempo devem ter reparado que mudei as cores do blog. E é a primeira vez que fiz (quase) tudo sozinha, por isso pode não estar perfeito mas… É MEU 🙂 – obrigada ao Bartosz pela ajuda preciosa com a foto de perfil!
(E eu sei que pode não parecer nada de especial mas levou imenso tempo a preparar e imensas tentativas até chegarmos aqui.)

Eu não sei bem por onde começar mas tenho novidades! Tenho um trabalho novo ⭐
Quero partilhar convosco a minha experiência de estar desempregada aos 29 anos e pelos altos e baixos que passei. Não me considero, de maneira alguma, uma influencer de lifestyle (em vez de ser de moda, tão a ver?!), mas devo admitir que ganhei alguma prática com a quantidade de vezes que fui entrevistada e tornei-me pro em mudanças de humor repentinas.

É natural o ser humano sentir-se ameaçado com a mudança, o tirar do tapete debaixo dos pés. É contra-natura. Passa-se a vida a criar hábitos e rotinas para lidarmos mais facilmente com as tarefas mundanas para de repente BOOM vira tudo do avesso. E agora?

Primeiro estranha-se. Depois entranha-se“, já dizia o outro.
Foram quase dois meses, de uma extensa procura. Foram muitos dias de acordar cheia de sonhos e de vê-los esborrachados passados pouco tempo, mas também foram dias de desespero e de muitas coisas boas a acontecerem simultaneamente.
Só quero partilhar que estou bem, muito muito feliz e que nos próximos posts (para além  de ter que vos falar de Bali – estes posts com 1 ano de atraso, mas também who cares?!) vou dar dicas de como ser mais produtiva e eficiente na procura de trabalho e quem sabe ajudar alguém em horas de desespero.

Não percam as cenas do próximo episódio… 🙂

post-Christmas

Alooo! Como vai esse Natal?
Para alguns de vocês podem dizer que já acabou, mas para mim é difícil descartar o Natal. É quase tão teimoso como as gordurinhas que vêm com ele e se alojam na minha anca.
Eu adorei o meu natal, foi tão bonito! Adorei toda a comida que enfardei, as bebidas, a companhia e os presentes.
O que eu não estou a adorar é o facto de estar-vos a escrever do meu trabalho. Somos apenas dois a trabalhar hoje e já não sabemos para que lado nos viramos com tanto aborrecimento, haha.
Ninguém merece vir trabalhar do 27 ao 29 de Dezembro. Qual é a lógica?

Hiya! How is that Christmas going?
Some of you would say it’s over already, but I take a while to take it out of my system. It is nearly as stubborn to leave as the fat in my bum.
I absolutely loved my Christmas, was amaze-balls! Loved all the foods, and drinks, and company and gifts. 
However, I am not loving that I am writing this post from work. Is just me and another colleague and we literally don’t know what else to do with our lives, haha.
No one deserves to be in between 27th to 29th of December. What’s the point?

Exhale/Inhale

large1
Olá a todos!

A semana passada, no trabalho tivemos uma sexta-feira muito especial. A direção da minha empresa organizou a Semana do Bem-Estar. O nosso escritório foi tornado numa espécie de mercado com pequeninas barracas aqui e ali (um bocadinho estranho de imaginar, acredito.).

Começámos por ter uma aula de ginástica onde fizemos kickboxing e uns agachamentos. Isto não levou 10 minutos e foi uma maneira ótima de desanuviar um bocadinho o stress, mas para quem tinha acabado de sair do ginásio, ficou pesado!

Depois foi-nos dado a provar os sumos de fruta natural e o pão de massa “amarga” (sour dough – se isto tem um nome em português, façam favor de avisar a Ana) que não é bem a minha praia mas, valeu a experiência.

E para deixar o melhor para o final: a sessão de yoga. Durou apenas 5 minutos mas eu senti-me com as energias completamente recarregadas. Converteram uma das nossas salas de reuniões com um espírito mesmo relaxante, com música calma, pequenas luzinhas a escorregar pelas paredes, extremamente agradável. Foi-nos dito para relaxarmos numa posição da nossa preferência e inspirando e expirando ao som de um guia no youtube.

Eu adorei a experiência e recomendo a todas as pessoas de chefia por aí! O feedback dos meus colegas foi fantástico. 🙂

Esperam que tenham uma ótima semana.

~ English ~

Hello everyone!

Last week, at work, we had a very special Friday. Our management organised the Well Being week, where they had little stalls around the office with the most different things you can imagine (to have in an office, I mean).

So we started by going to a working out class where we did kickboxing and some squats. This did not lasted for more than 10 minutes and it was a great way to relieve some stress. But when you just came out of the gym, it gets slightly harder.

Afterwards we had the taste of fresh fruit juices and sour dough bread, which was not my cup of tea but it was a good experience.

And leaving the best to the end: a yoga session. Only for 5 minutes but I felt wonderfully recharged. They converted a meeting room into a yoga-mood-room, with calming music, with little led lights hanging from the walls – all very pleasant.

We got told to relax in whatever position we feel better and breathing in and out meanwhile listening to this audio guiding us through.

I absolutely love the experience and I do suggest all the management teams out there! The feedback from my colleagues was wonderful. 🙂

Have a lovely week.